Neo Tokyo
É com todo o prazer que damos as Boas Vindas a Neo Tokyo!

O fórum se passa em um mundo futurístico, cyberpunk, onde as grandes corporações e as máfias dominam todo o giro de capital.
Desde os altos arranha-céus da Cidade Alta até as ruas sujas e cheias de mendigos e doentes do Distrito 8, o mundo é dominado pelas modificações corporais e pelos implantes de aumento de habilidade, ou AUGS.

Desenvolva sei personagem, com suas habilidades e fraquezas e escolha seu local de moradia de acordo com seu passado e presente, e acima de tudo: divirtam-se!

Red Strings Club

Ir em baixo

Red Strings Club

Mensagem por Tanya/ Tom em Sex Fev 02, 2018 9:35 pm

''No Red Strings Club, tudo tem seu preço. Desde seu shot de vodka até informações sobre a pessoa sentada ao seu lado ''


Sieg. So eine verführerische Sache. Natürlich möchte jeder Geschmack haben.



Tom Liesmith a.k.a L0k1:
avatar
Tanya/ Tom
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 46
Data de inscrição : 09/01/2018
Idade : 24
Localização : Die Nähe/Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Red Strings Club

Mensagem por Jason Todd em Qua Fev 07, 2018 8:54 am

Ah... o Red String Club, um lugar que era sempre movimentado, as vezes mais as vezes menos mas o fluxo de pessoas sempre era constante. Claro, se você frequenta lugares desse tipo, boa pessoa você não é. No geral todos os bares da cidade baixa eram conhecidas por hospedar criminosos de todos os tipos, além de servirem bebidas também eram um ótimo ponto para troca de informações e planejamento de assaltos e coisas do gênero. De qualquer forma o Red String era um pouco diferente dos demais, aparentemente boa parte das informações que rodavam Neo Tokyo saiam de lá, por esse e outros motivos Jason decidiu fazer uma visitinha, uma mudança de ares talvez não fosse tão ruim, embora ainda preferisse confiar nas próprias habilidades de rastreamento e na sua própria rede de informantes.

O rapaz chegou ao lugar com um carro comum, provavelmente roubado, ele se trajava como um simples habitante da cidade baixa, com uma blusa preta de capuz, calças jeans, óculos escuros e um tênis branco. Toda sua documentação era falsa, era fácil perceber isso, difícil era conseguir descobrir a real identidade do rapaz que se mantinha incógnito até agora. Por sorte hoje não era um dos dias mais movimentados, então o balcão estava relativamente vazio, a música que tocava de fundo maquiava qualquer tipo de conversa alheia, de fato, um ambiente até que agradável se for levar em consideração os outros lugares em que já esteve. Com breves passos ele foi até o balcão, poucos olhavam para o rapaz, que agora atendia sobre o pseudônimo de Richard Thompson. Se camuflar entre a multidão era uma de suas habilidades.


— Caham... Me diz ai qual é a especialidade da casa. - Disse o rapaz ao balconista enquanto lia tranquilamente alguma coisa em seu celular.




Do you like hurting other people?
avatar
Jason Todd
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 35
Data de inscrição : 01/06/2013

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Red Strings Club

Mensagem por Tanya/ Tom em Qua Fev 07, 2018 9:31 am

- Seja bem vindo ao Red Strings Club.


Foi a primeira coisa que Jason, ou melhor dizendo, Richard Thompson escutou quando adentrou o club. A voz provinha do que era claramente uma androide, um modelo não conhecido por ele e nem por ninguém que frequentava aquele Club. Vestia-se com roupas sociais, e possuía um cabelo da cor rosa, que contrastava com sua pele branca, quase albina. Olhos azuis, inteligentes e sempre atentos fixaram-se no rosto dele por um segundo, até que ele se afastou. O local, apesar de ser bem popular, ainda não estava com a mesma clientela de antes. Parte do motivo era que ainda era bem cedo, normalmente as pessoas costumavam vir muito de madrugada, para afogar suas mágoas. Ou aumentar elas.


E a outra parte era que por duas semanas o Red Strings Club ficara fechado. Algo que nunca acontecera antes. Ninguém sabia muito bem o motivo, mas era um consenso que Tom, o dono do local, havia irritado as pessoas erradas com sua constante venda de informações. Mas agora, ele estava ali novamente, como se nada tivesse acontecido. Justamente por ter reabrido recentemente e pelos clientes ali serem poucos, ainda era possível escutar um leve jazz tocando ao fundo. No balcão, encostava-se uma mulher, não devia ter mais de 20 anos de idade, vestindo o mesmo estilo de roupa da androide da entrada. Ela pegou uma bandeja com algumas bebidas em cima e saiu de perto do local.

Música:

O balconista virou-se para Richard, com um pequeno sorriso em seus lábios. Aquele, sem a menor sombra de dúvidas, era Tom. Além de ser muito bem conhecido na Cidade Baixa, justamente por ser o melhor vendedor de informações do local, e também, havia nele um certo ar que não havia nos outros. Ele era bem confiante, chegando a beirar a linha tênue entre a bravura e a estupidez, e, por algum motivo, parecia ser o tipo de pessoa que detinha tudo. Todos os segredos, todas as histórias, todas as informações.

- As coisas aqui funcionam de uma maneira diferente senhor... - Falou Tom, esperando que Richard se apresentasse. Após isso ter sido feito, ele continuaria a falar - Senhor Thompson. Todos que vem aqui, vem porque querem algo. Seja informações, ou algo para animar seu dia. Você conversa comigo e eu preparo exatamente o que você precisa. Não há necessidade de pedir algo específico. 

C.A.S.I.E, ou Computer Assisted Social Intelligence Enhancer é um implante que ajuda a analisar os padrões de comportamento em uma conversa, provendo uma analise rudimentar psicológica. Normalmente é utilizada por robôs, para que estes possam interagir melhor com seres humanos, mas Tom havia conseguido implantar um em si mesmo. Custara muito, ele tivera que liberar uma das suas informações mais preciosas na época, mas acabara valendo a pena. Além de aparecer um HUD nos olhos cibernéticos de Tom, mostrando o estado atual da pessoa, se estava calma, ansiosa, irritada, depressiva entre vários outros, também possuía um eletrocardiograma de curta distância, assim ele poderia monitorar os batimentos cardíacos da pessoa. Para se esconder de um C.A.S.I.E a pessoa precisaria ser um robô. Até mesmo psicopatas, os quais estudos recentes mostravam que confundiam o sistema de reconhecimento pois normalmente são confundidos com robôs, não conseguem escapar cem por cento do C.A.S.I.E. E este estava ativado, analisando Richard. Era impossível descobrir que estava sendo analisado por um C.A.S.I.E, pois estes funcionavam através dos olhos, e o trabalho de um bartender como Tom é olhar no rosto dos clientes.


Sieg. So eine verführerische Sache. Natürlich möchte jeder Geschmack haben.



Tom Liesmith a.k.a L0k1:
avatar
Tanya/ Tom
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 46
Data de inscrição : 09/01/2018
Idade : 24
Localização : Die Nähe/Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Red Strings Club

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum