Neo Tokyo
É com todo o prazer que damos as Boas Vindas a Neo Tokyo!

O fórum se passa em um mundo futurístico, cyberpunk, onde as grandes corporações e as máfias dominam todo o giro de capital.
Desde os altos arranha-céus da Cidade Alta até as ruas sujas e cheias de mendigos e doentes do Distrito 8, o mundo é dominado pelas modificações corporais e pelos implantes de aumento de habilidade, ou AUGS.

Desenvolva sei personagem, com suas habilidades e fraquezas e escolha seu local de moradia de acordo com seu passado e presente, e acima de tudo: divirtam-se!

Casinha do Cachorro

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Qui Dez 28, 2017 8:44 am

Relembrando a primeira mensagem :




''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Ter Jan 09, 2018 12:27 pm

Edrik ficou momentaneamente em silêncio, seu olho vermelho ainda focado em Lennart. Ele ouvia cada palavra e cada exclamação sem se movimentar muito, com exceção do seu rosto, que mesmo de perfil era facilmente marcado pelas mais estranhas expressões.

- Now you're on your knees
With your head hung low
Big man tells you where to go
Tell him it's good
Tell him okay
Don't do a God damn thing they say

Ele cantorolou isso em um dado momento, pareceria até algo aleatório e totalmente casual não fosse a letra da música em questão, que estranhamente caía como uma luva na situaçaõ que Len acabara de mencionar.

- As pessoas morrem se seguem esse tipo de vida. É um fato... ainda assim, lamento por seu amigo. Ninguém deveria ver alguém com quem se importa morrer na sua frente. - o rosto do Herdeiro suavizou-se um pouco, para logo após tornar-se uma máscara de frieza. - Aqueles dois, é? Isso explica muita coisa.

Mais uma vez surgira uma frase que queria dizer muito mais do que parecia. As vezes conversar com Edrik poderia ser bem irritante, já que ele tinha aquele jeito misterioso de dizer as coisas sem realmente dizê-las.

- Você deve saber mais do que ninguém que não pode generalizar um grupo inteiro levando em base seu governante ou alguns de seus integrantes. Meu pai é... um desgraçado... - era estranho como alguém tão pé no chão quanto Edrik conseguia falar aquilo de uma forma tão tranquila. - Ainda assim, poderia ter sido muito pior. O Inverno Soviético, por exemplo, se resume em assassinos capacitados que costumavam seguir as ordens de minha irmã desde quando ela passou a se envolver com... os assuntos da máfia. Aliás, eles o fazem até hoje. Mas, se você perguntar a Ivan, saberá que as únicas ordens dela foram para interceptar comboios pertencentes ao tráfico humano.

Ele cruzou lentamente a perna e apoiou seu rosto em uma das mãos, mantendo o cotovelo do mesmo lado sobre o braço da poltrona.

- Você diria que eu sou uma pessoa ruim? Ou que Nymeria o é? Se você pensar bem a fundo sobre isso, seu problema não é com os Lindbergs... seu problema remete a três pessoas. E essas três pessoas vão cair. Me pergunto o que você fará quando isso acontecer... ter apenas a vingança como objetivo dá vazão a um futuro muito incerto.

Um sorriso leve surgiu novamente no rosto de Edrik quando ele ouviu aquele sussurro que obviamente passara despercebido por Lennart.

- Você acha que está o que?



*Agora você está de joelhos
Com sua cabeça baixa
O grande homem te diz para onde ir
Diga à eles que é bom
Diga à eles que está tudo bem
Não faça uma maldita coisa que eles dizem




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Ter Jan 09, 2018 12:45 pm

- Não é como se ele tivesse tido uma outra opção - Resmungou Lennart. Era estranho ver uma pessoa tão desconexa de tudo se importar tanto com a morte de alguém, porém Asdir fora mais do que um simples amigo para ele, durante muito tempo ele fora o mais próximo que o rapaz tivera de um irmão. Considerando que antes de Naspharia a vida de Lennart era... degradante, uma pessoa como Aakif viera em ótimo tempo.

Lennart inspirou profundamente, esfregando seu rosto com suas mãos. Conversar sobre a Naspharia e Aakif era algo desgastante para ele, uma vez que a própria empresa de mercenários havia sumido do mapa, com seus membros espalhando-se entre várias e várias outras empresas. Aquele local fora algo próximo de uma casa para Lennart, um local onde ele pertencia.

- O Ivan não vai com a minha cara, na verdade, ninguém no Inverno Soviético gosta da minha presença - Lennart deu uma curta risada, ele não sabia dizer exatamente o motivo pelo o qual o grupo de Nymeria o odiava, mas era ainda mais engraçado. O grupo do qual os assassinos de Aakif saíram o odiava, e até onde Lennart sabia, ele não fizera nada - Eu sei que a culpa não é dos Lindbergs. Mas pode me julgar por odiar isso aqui como um todo?

As emoções nunca faziam sentido e Lennart não era uma exceção. Ele sabia muito bem que eram apenas alguns membros daquela máfia inteira que eram culpados pelo o que acontecera consigo e com o Asdir, mas ainda assim ele nutria um ódio enorme por muitas outras pessoas que ali frequentavam. Na verdade, os únicos que ele realmente conseguia gostar eram Edrik e Nymeria.

- Um velho sábio costumava dizer '' A vingança nunca é plena. Mata a alma e a envenena '' - Falou Lennart - Pois que mate a minha alma e a envenene, que meu futuro seja incerto. Nada vai me impedir de me vingar.

Lennart falou aquilo com tanta convicção que não deveria ser nenhuma surpresa para Edrik notar que ele realmente desejava matar o Vlad. Assim como Mikhail e Stebleva. O ódio dentro de Lennart chegava a ser infindável. Ele nunca antes mostrara esse lado para alguém, preferindo ser uma pessoa mais animada e brincalhona. E então, o rosto de Lennart ficou extremamente vermelho.

- Eu não falei nada - Ele disse - Você está ouvindo coisas.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Qua Jan 10, 2018 7:52 pm

- Nem todos tem.

Ele murmurou aquilo num tom mais baixo que o normal, tornando a frase um tanto quanto difícil de ouvir, mas para ouvidos sensíveis, ela seria escutada com perfeição. Os braços de Edrik se cruzaram e ele voltou a olhar numa direção completamente diferente, como se isso desse certa privacidade aos pensamentos de Lennart.

- Que peculiar... normalmente ele costuma gostar de quem gosta da minha irmã. - ele disse casualmente. De fato, talvez pelo instinto protetor que Ivan tinha para com ele e Nym, o homem conseguia pegar as más intenções de longe. Mas já ficara claro para Edrik, naquela conversa, que Len não tinha qualquer propósito em fazer algum mal a Nymeria. Não propositalmente, pelo menos. - Não... os humanos simplesmente odeiam o que interferem de forma negativa em suas vidas. Isso é o que os torna humanos.

- Nada é uma palavra muito forte. - o rapaz estreitou um pouco os olhos. - Se por alguma razão você tivesse de escolher entre matar alguém importante e não concluir sua vingança, o que faria? - ele pôs-se de pé num movimento lento, e passou por Lennart, muito, mas muito próximo dele, indo até a janela. - E se para concluir essa vingança você precisasse matá-la no processo?

Estranhamente, Lennart saberia muito bem... ou teria uma ideia básica, pelo menos, sobre quem Edrik se referia. O Herdeiro tocou o vidro da janela e olhou para fora, para os jardins impecáveis da mansão.

- Não estou dizendo que você não deve seguir o que acredita, mas talvez precise levar um pouco mais em conta as consequências disso. Naturalmente, tanto eu quanto você temos um objetivo em comum, Lennart. O que eu quero saber é... além de tudo isso, quando essa vingança estiver finalizada... o que será de você? Ou das pessoas que se importam com você?

Edrik sabia tanto sobre ódio quanto Lennart. Vladimir ferira a única pessoa que amava incondicionalmente, e matara a outra. Mas até ele sabia que haviam limites que não deveriam ser ultrapassados. E, mesmo que fossem... o que restaria no final? O rapaz apaticamente coçou a orelha com o dedo indicador e encarou-o com uma expressão de paisagem.

- Em minha opinião eu estou ouvindo muito bem.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Qua Jan 10, 2018 9:23 pm

- Ele me acha instável demais. O que é justo, na verdade. Nada garante que eu vá conseguir manter as outras personalidades sobre controle - Também havia o fato de que Lennart se aproximara de Nymeria tentando manipulá-la. O resultado disso já era de conhecimento para a maioria dos empregados dos Lindbergs e para Edrik também, porém Ivan sempre tratara Nym como se fosse sua própria filha. Era apenas natural que ele agisse de maneira protetora.

Lennart abriu uma gaveta do criado mudo que havia perto de sua cama, retirando de dentro uma carteira de cigarros junto de um isqueiro. Sacou um cigarro e colocou-o tranquilamente em sua boca, acendendo e tragando do veneno logo em seguida. Conversas como aquela eram estressantes para o rapaz, logo era necessário que ele fumasse para poder continuar falando coisa com coisa. Também o acalmava, o que era sempre bom. Soltando a fumaça de sua boca, os olhos do rapaz abaixaram-se para Edrik.


- Perdoe-me Edrik, mas do jeito que você fala é como se eu fosse deixar uma dessas coisas acontecer - Ele tragou mais uma vez - Eu não busco a vingança perfeita, não preciso que tudo se alinhe para que eu possa executá-la. Não sou um vilão de desenho animado. Tudo o que preciso é de uma oportunidade e eu sei que ela está por vir.



- O que acontecer comigo, aconteceu - Ele disse.

Lennart estava completamente desprovido de preocupações, pelo menos quando isso envolvia seu bem estar. A única coisa que o prendia a vida naquele momento era garantir que a morte de seu amigo fosse vingada. Edrik tivera e lera a ficha de Lennart, incluindo o passado dele ou pelo menos o que fora registrado da história do rapaz. Suicídio não era uma novidade para ele. Entretanto, havia sim uma âncora ali que ele teimava em ignorar. Seu nome era Nymeria Lindberg. Mesmo com toda aquela fala sobre não se importar consigo, ele claramente evitara falar sobre as pessoas que se importavam com ele. Seria mais fácil para Lennart ignorar tudo isso.

- Olha só a hora, daqui a pouco é a vez do Requiem e você sabe como ele gasta muito tempo - Ele deu uma risada fraca e cravou seus olhos em Edrik - Você não ouviu nada.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Qui Jan 11, 2018 8:19 pm

- Bem, é uma verdade... muito embora eu imagine que só Natasha seja um problema com relação a controle.

Edrik riu por um instante, então focou seus olhos desiguais sobre Lennart. Ele considerou dizer algo mais, mas pessoas como Len não mudavam do dia para a noite. Além disso, ele obviamente não tinha entendido aonde que Edrik queria chegar, mas não importava mais. O que tinha para ser dito, ele dissera. E com aquela visita ele percebera muito mais do que poderia sequer imaginar.
Talvez Lennart Requiem tivesse salvação, mas ele precisaria perceber aquilo por si mesmo.

- Eu entendo.

Foi tudo o que disse, até rir outra vez, por conta dos rodeios que Len dava para dizer algo totalmente óbvio. Edrik voltou a apoiar sua cabeça na mão, parecendo bastante confortável no seu lugar em frente a janela.

- Você está tentando me expulsar de um cômodo da minha própria casa, que rude! A propósito, Requiem é um ótimo ouvinte. - Edrik pôs um sorriso quase que inocente em seu rosto. - Será mesmo?




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Sex Jan 12, 2018 1:21 pm

- Da Natasha ele gosta. 

No momento que Lennart falou isso, ele deu uma pequena risada. Na verdade era como se Natasha fosse uma membra honorária do Inverno Soviético, com todos os membros adorando aquela personalidade inflamável dela e amando o fato de ela ser extremamente violenta. Aquela personalidade era a única que Ivan e o resto do grupo aceitavam, apenas ignorando a existência de Raizel e Azazel e temendo a própria presença de Requiem. Com motivos é claro, qualquer um que já tenha visto aquele samurai em batalha sabia o quão terrível ele poderia ser.

É claro que Lennart sabia bem o que Edrik queria dizer, mas preferia não pensar naquilo no momento. Se fosse necessário matar alguma pessoa importante para ele no caminho, e isso se resumia a Edrik e Nymeria naquele momento, ele claramente não o faria. Mas duvidava fortemente que chegasse a isso, uma vez que seu alvo era uma pessoa que estava na sua frente e era facilmente alcançável. 

- Olha, eu realmente tenho que ir. Foi bom conversar com você, continuamos isso nunca, que tal? - Dito isso, seus olhos se fecharam e um leve tremor percorreu todo o corpo do rapaz. A sua boca abriu-se e um leve suspiro deixou seus lábios.

Quando os olhos voltaram a se abrir, estavam completamente roxos, anunciando a chegada de Requiem. Este era extremamente fiel a Edrik e Nymeria, justamente por terem salvado a vida de Lennart e sempre terem sido pessoas boas com eles. É claro que as constantes discussões de Lennart com Nymeria não contavam, uma vez que em briga de marido e mulher não se mete a colher.

- Olá Edrik. Pode me alcançar minha espada, ela está presa na parede. Normalmente o Raizel faz isso para mim, mas o Lennart pulou minha vez e claramente esqueceu desse detalhe - Pediu o samurai, com um pequeno sorriso em seus lábios, estendendo sua mão direita enquanto esperava que Edrik lhe trouxesse sua katana - Sobre o que conversavam?



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Sab Jan 13, 2018 2:25 pm

- Eu imagino o porquê.

Conhecendo e lidando com o Inverno Soviético desde quando era um bebê, Edrik tivera tempo de assimilar seus gostos e técnicas. Apesar de não usar a maioria destas últimas, é claro. Ele sempre preferira uma abordagem mais sutil. Ele poderia imaginar que, se Natasha não fosse uma personalidade entre outras cinco, com toda certeza teria sido recrutada por Ivan.

- Vocês dois parecem crianças mimadas às vezes. - ele disse com um tom zombeteiro, antes que Lennart fecha-se os olhos e Requiem tomasse o controle. O rapaz desencostou-se da janela e foi até a espada, segurando-a com respeito sobre as duas palmas e estendendo-a para que o samurai a segurasse. - Seja bem vindo, Requiem.

Ele considerou deixar o assunto para lá, mas se havia alguma das personalidades que tentava resolver a situação atual com mais insistência, essa pessoa certamente era Requiem.

- Sobre Nymeria... e sobre ele mesmo. Mas ele aparentemente não suporta pensar em si mesmo, então foi algo bem inconclusivo.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Sab Jan 13, 2018 2:43 pm

- Talvez, e eu não tenho certeza sobre isso, seja pelo o fato de ela ser violenta.


Natasha até mesmo fora em uma das operações do Inverno Soviético, apenas para demonstrar um desempenho excelente. Claro, um desempenho pelos padrões do grupo, o que basicamente significava que ela fora extremamente violenta, xingara muito e humilhara todos aqueles que tentaram ficar no caminho dela. Ou seja, ela fora muito bem mesmo.

- Eu tinha uma piada para fazer, mas vou me abster - Foi a última coisa que Lennart falou, segurando-se para não falar sobre os ''mimos'' que ele e Nymeria partilhavam noite após noite - É bom vê-lo novamente.


No momento que ele falou aquela última frase ele deu uma pequena risada. Não havia uma pessoa no mundo que mais fazia piada com cegos do que o próprio Requiem. Uma vez que sua cegueira nunca fora uma verdadeira desvantagem para o samurai, que apresentava habilidades fenomenais mesmo sendo incapaz de enxergar.

- Ah sim, ele se recusa a admitir que está apaixonado por ela, não é?



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Dom Jan 14, 2018 9:39 pm

- Tudo se explica.

Ele podia imaginar muito bem que tipo de piada que passara pela mente de Lennart, mas Edrik não pensou nisso por muito tempo. Em compensação, ele teve que lidar com o mesmo humor negro vindo de Requiem com outro assunto completamente diferente. O rapaz meneou a cabeça, estalando a lingua, e sentou-se novamente na poltrona.

- Eu posso dizer o mesmo. - Edrik fez uma pausa e deu de ombros, cruzando as pernas e entrelaçando os dedos de ambas as mãos sobre o joelho de cima. - Então você já sabia. Me diga, como alguém que não tem nenhum contato com outro pode afirmar isso tão categoricamente?

Ele questionou, afinal aquilo era uma pergunta bastante relevante, ele duvidava que Lennart e Requiem trocassem emails discutindo sobre coisas sentimentais, afinal o próprio Len afirmara que aquela personalidade percebera o que estava acontecendo sozinho e se programara dessa forma.

- Você acha que algo como amor pode salvar esses dois?




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Seg Jan 15, 2018 10:34 am

- Porque é tão previsível. Isso não está na ficha de histórico do Lennart, mas quando ele era mais novo ele era um gigolô em Copenhague, na parte mais... decadente da cidade. As clientes que ele mais adorava eram as que não se entregavam para ele. A diferença é que uma hora ou outra todas acabavam por deixar ele cansado delas. Nymeria deixou um impacto em Lennart, eu acho que ele nunca vai cansar dela. Principalmente agora que está apaixonado - Explicou Requiem, enquanto acariciava o cabo de sua katana. Ele não tentou esconder nada de Edrik, até porque tudo o que ele falara era verdade. Para seus mestres, Requiem não mentia. Não lhe era algo permitido de se fazer - É tudo muito previsível, Edrik.

Requiem, além de ser um verdadeiro demônio quando lutava, também possuía uma mente tão afiada quanto a lâmina de sua katana. Ele sabia que uma hora ou outra Lennart acabaria por tentar entrar em um acordo com as outras personalidades, um que o permitisse ficar no controle do corpo por causa dos Lindbergs e um que fizesse com que os outros pudessem usufruir de seu tempo livre. Encaixar-se nesse padrão foi um tanto quanto fácil, uma vez que era uma solução prática e falha, típica de Lennart quando o assunto era tratar de si mesmo.

- Se isso não salvar, eu não sei o que pode.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Seg Jan 15, 2018 8:40 pm

- Um gigolô? Acho que entendo como ele conseguiu convencer minha irmã, agora. - Edrik riu de leve, logo abandonando a expressão alegre, no entanto. - Ele ainda não sabe sobre a incisão de seus AUGs. Me pergunto que tipo de reação seria... uma igualmente previsível?

Edrik então ergueu-se da cadeira, espreguiçando-se e cruzando os braços.

- Eu espero que salve... espero mesmo. - seu sorriso despreocupado voltou a aparecer. - Bem, Requiem, perdoe-me mas eu preciso resolver umas coisas na cidade. Foi bom conversar com você, será bom fazê-lo mais vezes.

Ele fez uma breve mesura, o que seria praticamente inútil para alguém cego, mas Requiem era um samurai, e samurais deveriam ser tratados com o devido respeito. Então ele andou até a porta e abriu-a, olhando para trás.

- Divirta-se enquanto estiver no controle.

Então, ele fechou cuidadosamente a porta atrás de si e deixou aquela ala da mansão, com novos pensamentos pipocando na cabeça. A paixão de Len por Nymeria era algo que gostara de descobrir, mas em compensação havia o tal monstro que Raizel mencionara, um monstro que decidira eliminar pelo bem da cidade e, obviamente, de Nymeria também.
Edrik tinha muito o que fazer... seu dia estava apenas começando...




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Seg Jan 15, 2018 8:45 pm

- Gratidão, Edrik, muita gratidão - Falou Requiem, dando uma pequena risada e deixando no ar como essa '' gratidão '' seria expressada por Lennart.


Requiem levantou-se, estralando seus dedos e segurando sua katana como se fosse um bastão para cegos, por mais que conseguisse se mover perfeitamente sem isso, ele pegara esse costume e jamais o perdera. Curvou-se profundamente para Edrik no estilo japonês, conforme ele falava e deixava o quarto. Assim como o próprio Edrik, o dia de Requiem seria cheio. Ele tinha que tomar seu café e gastar o resto de seu tempo de alguma maneira. Sentia falta das missões em que era enviado.

- Eu o farei - Ele disse, com um breve sorriso. Sentiu vontade de ir no cyber-café, como sempre fazia e era para lá que ele ia.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Qua Jan 24, 2018 10:16 am

Nymeria não queria voltar para o próprio quarto naquela noite. Ela não costumava ver problemas em ficar sozinha, e o que a fazia procurar Lennart era algo mais relacionado ao prazer do que ao conforto. Entretanto, desta vez, ela precisava de conforto.
Ela precisava de muitas coisas. A maioria delas, não saberia nomear.
De maneira que, após se despedirem de Sergei e Ivan e tomarem o carro para retornarem a mansão Lindberg, Nym seguiu para o quarto dele em vez do seu próprio.

Sua cabeça e o braço ainda doíam. Seu rosto possuía as marcas dos cinco dedos de Vlad, prova do quão forte fora o tapa. Antes de mais nada, ela precisaria de um bom banho. Depois, de uma boa massagem. E então, finalmente, uma boa noite de sono.
É claro que, com Lennart envolvido, a maior parte dessas etapas não seguiriam conforme o planejado.


- Lar, maldito lar... - ela proferira metodicamente quando cruzara a entrada do aposento, ainda que essas palavras tivessem cruzado seus pensamentos desde que pusera os pés na mansão. - Você se importa de usarmos sua banheira?

Uma necessidade disfarçada de convite. Se pensasse bem sobre o assunto, tudo que existia naquela mansão, incluindo a suíte de Lennart, pertencia a Vlad, e mais extensamente, a ela e Edrik. Ainda assim, era de bom tom pedir licença quando alguém estava hospedado em um daqueles lugares.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Qua Jan 24, 2018 12:49 pm

- Claro que não me importo, podemos usá-la sim - Ele respondeu, abrindo aquele sorriso repleto de malícia e segundas intenções - Com o seu braço nesse estado, acho que vai precisar de ajuda.

Aquilo não fazia o menor sentido, é óbvio que Nymeria poderia muito bem tomar um banho sem a ajuda de Lennart, mas aquilo era apenas uma desculpa esfarrapada, que não precisava ser feita, para que ele se juntasse a ela. Era algo como uma piada, para aliviar a tensão que haviam acumulado naquele dia. Tendo o Vortex Club como um caos, mais a cena que Vlad causara no hospital, tudo isso somado com o estado atual de Edrik acabavam por deixar aqueles dois muito, mas muito estressados. Lennart aproximou seus lábios do rosto de Nymeria, depositando um beijo aonde Vlad a atingira. Um beijo não muito curto, mas também não muito demorado.

- Assim essa marca some mais rápido - Ele sussurrou no ouvido dela.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Qua Jan 24, 2018 8:20 pm

- É provável que eu realmente precise... - ela suspirou, como se aquilo fosse muito enfadonho. No entanto, havia um quase imperceptível sorriso em sua face. - Talvez vou precisar de ajuda para tirar essa roupa, também.

De fato, ela ainda estava vestida, obviamente, com o vestido de tom suave de azul, rodado, com longos detalhes floridos brancos que abarcavam todo o seu tronco como se fosse uma delicada renda. A sensação etérea que Nymeria passava ao entrar no Clube havia dado lugar a algo terreno, visto as manchas de sangue e os rasgões na roupa.
Foi-lhe impossível não estremecer com o beijo de Lennart. Ele enviou um rastro de calor por todo o seu corpo a partir daquele ponto em sua bochecha, e por um instante pareceu que a dor havia ido embora.


- Que gentil da sua parte. Você já foi enfermeiro anteriormente, ou diz isso apenas para me cativar?




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Qua Jan 24, 2018 8:31 pm

+18:

- Vamos resolver logo esse problema da sua roupa, sim? - A vontade que Lennart possuía era de rasgar aquele vestido por completo, e teria realmente o feito, mas não sabia dizer se Nymeria aprovaria daquilo. Acabou apenas por retirar o vestido dela, de maneira rápida de hábil, como quem já havia feito aquilo incontáveis vezes. E de fato ele já havia feito aquilo várias vezes.


Deixou que aquele belo e manchado vestido de Nymeria tocasse o chão, conforme retirava as outras peças de roupa da garota. Em meros momentos, ela estava completamente nua. Talvez o plano original dela fosse apenas retirar o vestido, porém Lennart levara aquilo mais adiante. Ele sorriu para ela, enquanto tirava sua própria roupa, para logo em seguida começar a guiá-la até a banheira. Ele não planejava começar algo ali, por mais que a visão de Nymeria fosse o suficiente para fazer seu corpo reagir, ainda precisava limpar ela. Se fosse para de fato fazer algo, que fosse na banheira.

- Você faz essa pergunta como se não me conhecesse - Ele disse, com um pequeno sorriso - É óbvio que é para te cativar.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Qui Jan 25, 2018 10:23 am

Nymeria deixou que Lennart se livra-se do vestido. Um breve sorriso malicioso cruzou seu rosto quando percebera o cuidado que fizera ao retirá-lo, assim como suas roupas íntimas.

- Acreditei por um minuto que iria rasgá-lo... de qualquer forma, seu estado não está lá dos melhores. - seus olhos percorreram o corpo dele de cima a baixo. Apenas vê-lo nu daquela forma era o bastante para seu próprio corpo despertar.

Mas ela manteve-se ligeiramente controlada enquanto adentrava a banheira já cheia, a água morna tocando a pele e relaxando-a imediatamente. Nym deixou um espaço para que o rapaz entrasse atrás dela, e quando este o fez, ela deitou a cabeça sobre seu peito, suspirando.


- É o que chamamos de pergunta retórica. - sua cabeça moveu-se para fitá-lo de lado, e ela ergueu um pouco o queixo para beijar sua boca. - Você está fazendo um bom trabalho, então.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Qui Jan 25, 2018 9:40 pm

- Estava nos meus planos, mas mudei de ideia - Disse Lennart, não desgrudando seus olhos de Nymeria nem por um segundo que fosse. Seu olhar estava diferente dos anteriores, onde ele olhava o corpo de Nymeria com extrema luxúria e desejo. Ainda havia desejo naqueles olhos verdes, mas era um tipo diferente de desejo. Se Lennart fosse um personagem de um desenho animado, suas íris teriam se transformado em um coração no momento em que ele vira Nymeria.


Ele adentrou a banheira, colocando-se ao lado da herdeira dos Lindbergs, passando seu braço em volta dela, tomando um cuidado extra com o braço machucado dela. Encostou sua cabeça na dela e suspirou levemente. Seu dia não fora nem um pouco cansativo, tirando a parte na qual Natasha se entupiu de vodka, porém ele parecia estar um tanto cansado. Na verdade, não era cansaço, era temor. Ele estava temendo fazer algo.

- Ah, estou é? - Ele perguntou, com um sorriso em seus lábios, enquanto respondia o beijo de Nymeria.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Sex Jan 26, 2018 7:10 pm

- Você muda de ideia com uma velocidade alarmante.

Seus olhos não desgrudavam de Lennart. Era como se ele fosse um imã, chamando toda a atenção dela para ele. Afastar-se para entrar na banheira fora um suplício, mas saber que em instantes ele teria se juntado a ela, valia o esforço.

Ao contrário de Lennart, o dia de Nymeria parecia ter sido um pesadelo. A parte da invasão ao clube era a parte menos pior. Afinal quando se espera que será vítima de um tiro de sniper, um forte o bastante para transpassar paredes praticamente impenetráveis? Quando se espera que seu irmão gêmeo que, teoricamente como ela própria poderia desviar facilmente dele, seria atingido em seu lugar? Quando se espera que vai deslocar o braço tentando trazer o irmão são e salvo para a rua, depois de ser atirada do prédio por um pretenso aliado?

Quando se espera que um pai poderia deixar o filho perder a perna e ficar deficiente pelo resto da vida, apenas por capricho próprio?
Nymeria detestava pensar a fundo sobre a própria vida, porque sabia muito bem que ela era uma boa porcaria. Nem todo o dinheiro do mundo que o crime organizado gerava poderia fazê-la se sentir bem.

Sua mão boa passeou suavemente pelo braço de Lennart, humedecendo-o com a água morna. Na verdade, contra todas as expectativas, havia realmente alguém que a fazia sentir melhor.
Mas não saberia se era capaz de dizer tal coisa a ele.


- Está, sim. - ela movimentou-se na banheira, seu corpo girando para que ela pudesse sentar-se em seu colo e observá-lo de cima. Nym deixou o braço ferido descansando na água, sem movê-lo ou forçá-lo, mas o bom passou pela nuca de Len, acariciando lentamente o local.

Não exatamente com a intenção de excitar (muito embora ela soubesse que ali era um ponto fraco). Ela beijou-o mais uma vez, e outra, e outra, e depois suspirou, sua cabeça encostando-se no ombro dele.

- Obrigada... por estar aqui. Eu... - ela mordeu o lábio inferior. Era-lhe difícil achar palavras, principalmente quando elas diziam algo sobre sua fragilidade, uma fragilidade que ela escondia de baixo de garras e dentes, e armas e escudos, e muita petulância e inteligência. - Não conseguiria lidar com essa noite sozinha.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Sex Jan 26, 2018 7:33 pm

- Ajuda a manter as coisas interessantes.

Ele desejava melhorar o dia terrível que Nymeria tivera, fazê-la sentir-se melhor. Queria vê-la sorrindo novamente. Aquilo não era uma tarefa fácil, uma vez que o dia dela fora, possivelmente, um dos piores que ela já tivera e um sorriso dela, que não fosse de prazer, era difícil de ser visto. É claro, o próprio Len já conseguira arrancar dela alguns sorrisos sinceros, mas não era uma garantia.

Nymeria poderia até mesmo não desejar excitá-lo, naquele momento pelo menos, mas ela deveria saber bem que até mesmo o mínimo contato com ela era o suficiente para deixar Lennart muito excitado. Ela podia sentir isso claramente, quando sentou no colo dele ou conforme ele passava sua mão direita pelo corpo dela, subindo até os lábios, onde deixou seu polegar deslizar pelos lábios macios dela. Havia um sorriso no rosto de Lennart, desejo misturado com algo mais, algo que a garota nunca havia visto em uma expressão no rosto dele.

Deu uma pequena risada, entre os beijos que trocava com Nymeria. Ele desceu sua mão, que antes estava ao lado do rosto dela, passando pelos cabelos brancos dela, indo para as costas e descendo, descendo e descendo. 

- Você nunca vai estar sozinha, não enquanto eu estiver aqui - Ele disse, e em seguida inspirou profundamente - Tem algo que eu preciso lhe contar, mas... não sei como você vai reagir.

Uma pausa. Uma longa pausa. Não dava para saber se Lennart desejava apenas somar o fator suspense ou se estava realmente hesitante naquele momento, ele olhou Nymeria em seus olhos bi-colores e inspirou mais uma vez, antes de falar. Três palavras.

- Eu estou grávido - Ele em seguida lutou para segurar sua risada.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Dom Jan 28, 2018 6:28 pm

- De fato...

Ela admirava o esforço de Lennart em tentar melhorar seu dia. Nymeria sabia muito bem que se permanecesse sozinha era capaz de surtar. E Nymeria Lindberg surtada era uma imagem terrível de se ver.

Nym sabia qual seria a reação de Lennart quando ela subiu nele. Não precisava ser um gênio para saber. Aqueles dois excitavam-se facilmente um com o outro, as vezes um simples gesto ou sorriso era capaz de fazer a eletricidade viajar por seus corpos. De fato, os gestos que ele fazia agora aceleravam sua respiração. Onde seus dedos tocavam, um calor mais forte que a água do banho naturalmente preenchia aquele ponto. Seus lábios entreabriram quando o polegar de Len chegou neles, e ele sentiria uma suave fricção quando a garota manteve seu dedo ali entre os mesmos, antes de soltá-lo novamente, apenas para beijá-lo.

Beijar Lennart era a coisa mais agradável que já fizera em sua vida... a mais "inocente" tratando-se dele, também. Sentindo suas mãos descerem pelo corpo pálido, Nymeria deixou escapar um suspiro que ia da satisfação ao prazer puro.


- Essa foi uma das melhores coisas que ouvi hoje. - com as palavras seguintes dele, porém, Nymeria ficou imediatamente mais atenta. Ela afastou-se do ombro dele para fitar seus olhos, o cenho franzido...

Até ouvir aquelas palavras.


No segundo seguinte, ela estava gargalhando. O repicar de sinos ficou mais alto, e então ela conseguiu juntar fôlego depois de algum tempo apenas rindo para lançar uma resposta.


- Ora, ora... você... queria tanto ser pai que passou por esse tipo de operação, é? - ela sabia que aquilo era uma piada. Não se daria ao trabalho de tentar entender o motivo por trás dela, no entanto, Lennart conseguira o que queria. Nym estava rindo.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Dom Jan 28, 2018 7:03 pm

Lennart sabia bem o que era estar para baixo e precisar de alguém para animá-lo. Não que tivesse tido algo recente que o colocara no chão, porém as experiências passadas ainda estavam bem vívidas em sua cabeça. E naquela época, ele não tivera ninguém para lhe dar um apoio, falar o que ele precisava ouvir e simplesmente estar ali. Onde algo lhe faltara, ele iria garantir que não faltasse para Nymeria. Estaria presente, ao lado dela, não importando o que a sua presença fosse custar.

- Eu prometo isso - Ele falou, dando um beijo no queixo dela.


Ambos gargalhavam naquele momento, uma vez que Lennart sabia bem que o que falara era ridículo. E riu mais ainda com o comentário que Nymeria fez, sua cabeça gerando uma imagem estupidamente engraçada. Ele ergueu-se um pouco, até seu rosto ficar na frente do de Nymeria, conforme ele esfregava seu nariz contra o dela, com um sorriso doce em seus lábios.

- Se você for a mãe, eu não me importo de ser o pai - Ele deu um rápido selinho em Nymeria, antes de olhá-la nos olhos novamente - Eu amo você, Nymeria Lindberg.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Seg Jan 29, 2018 7:11 pm

Se Nymeria já não estivesse apaixonada por Lennart naquele momento, ela certamente estaria agora. Na verdade, ela poderia se apaixonar um milhão de vezes por ele. A presença de Len era a coisa mais reconfortante que ela poderia desejar naquela noite. Mais do que isso... ela era essencial.

"Eu prometo".

Foram as duas palavras fortes o suficiente para fazer seu coração acelerar. O beijo em seu queixo a fez fechar os olhos, um contentamento pleno irradiando por cada célula do seu corpo, que só seria interrompido pela piadinha dele e a risada subsequente, mesmo que isso não fosse o bastante para retirá-la daquele estado de tranquilidade e paz.



- Isso quer dizer que quer ter filhos comigo? - ela manteve o contato entre seus narizes e lábios, aproveitando aquela aproximação. Seus olhos encontraram-se com os de Lennart e Nymeria sorriu. - Você é louco por me amar, Lennart Requiem. - sua mão boa acariciou de leve sua face. - E eu sou igualmente louca... por amá-lo da mesma forma.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Lennart Requiem em Seg Jan 29, 2018 7:22 pm

Por mais que seu objetivo fosse transmitir tranquilidade e paz para Nymeria, ele próprio estava recebendo aquelas sensações em seu corpo. Apenas por estar perto dela, apenas por ter ela em seus braços já lhe dava uma enorme sensação de paz. Ele demorara para perceber que estava apaixonado por ela, recusando aquele sentimento que crescia em seu peito, aquela vontade de proferir as três palavras. Lennart não podia se apaixonar, não lhe era permitido isso. Mas ele o fizera do mesmo jeito. Na verdade, levando em conta aquela rebeldia dele, era de se esperar.


Ele ignorou a pergunta dos filhos, pois estava juntando coragem para se confessar - Sou completamente louco por você - Ele disse, dando um longo e profundo beijo em Nymeria. Este tinha uma nova emoção, misturada aquele desejo de sempre. Era um beijo completamente apaixonado - Voltando a pergunta de antes. Se você quiser, podemos fazer uns filhos sim.



''I can’t go underground for a year, ten years, my whole life, waiting for freedom to be handed to me. Freedom is something you have to take for yourself.''
avatar
Lennart Requiem
Cão dos Lindbergs
Cão dos Lindbergs

Mensagens : 94
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 18
Localização : Aonde me mandarem ir

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Nymeria Lindberg em Ter Jan 30, 2018 9:15 am

Aquele sentimento estava ali a muito tempo. Por mais que ambos negassem, era algo intrínseco, crescendo muito lentamente, até o ponto em que estavam agora, no qual não podiam mais fugir dele e só havia a possibilidade de se confessarem. E, considerando como as coisas iam, isso poderia ter acontecido bem antes.

Mas, realmente, não importava.

Desde que um estivesse nos braços do outro, era o suficiente para manter aquele sentimento bem cuidado. É claro, aquelas três palavras sempre tinham um significado muito forte, eram algo que qualquer pessoa gostaria de ouvir.

- Se você soubesse... - ela deixou-se ser beijada, a paixão fluindo por suas veias e ficando óbvia em cada toque e beijo. Nymeria diminuiu ainda mais a distância entre seus corpos, provocando um suave respingar de agua no processo. - O quanto eu esperei pra ouvir isso.

Ela não sabia até aquele momento que esperara. Porém, aquela frase era verdadeira, tanto quanto todas as outras. Ficara claro para Lennart o que ela murmurara contra sua pele a um tempo atrás, quando estavam em mais uma de suas noites longas e animadas. A coisa dita sem voz e que pareceria um simples pressionar ou algum pedido qualquer.

Nymeria desgrudou momentaneamente dele para deixar um riso escapar.
- Uns filhos? Em quantas crianças você está pensando?

Era um tanto peculiar aquele assunto ter surgido a partir de uma brincadeira, aliás, vendo-os falando daquele jeito parecia que ambos eram um casal assumido a muito tempo, discutindo um futuro que, se pensassem bem, era bastante incerto.




Edrik Lindberg:


avatar
Nymeria Lindberg
Herdeira dos Lindbergs
Herdeira dos Lindbergs

Mensagens : 326
Data de inscrição : 30/05/2013
Idade : 17
Localização : Neo Tokyo, новая москва

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casinha do Cachorro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum