Neo Tokyo
É com todo o prazer que damos as Boas Vindas a Neo Tokyo!

O fórum se passa em um mundo futurístico, cyberpunk, onde as grandes corporações e as máfias dominam todo o giro de capital.
Desde os altos arranha-céus da Cidade Alta até as ruas sujas e cheias de mendigos e doentes do Distrito 8, o mundo é dominado pelas modificações corporais e pelos implantes de aumento de habilidade, ou AUGS.

Desenvolva sei personagem, com suas habilidades e fraquezas e escolha seu local de moradia de acordo com seu passado e presente, e acima de tudo: divirtam-se!

Pulse Club

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Pulse Club

Mensagem por Riza Nakano em Qua Dez 27, 2017 5:30 pm




NEXUS
Future, today.
avatar
Riza Nakano
Chefe da Nexus
Chefe da Nexus

Mensagens : 131
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 23
Localização : Nexus

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Sab Dez 30, 2017 4:17 pm

Um grito fora escutado no local. Depois, outro e mais outro. A pessoa que gritava parecia mais apavorada do que alguém que sofrera tortura ou algum tipo de ferimento, certamente deparara-se com alguma cena desagradável. E, na Cidade Baixa, isso não era nenhuma surpresa.
Bem... desconsiderando o fato de que o que fizera a moça gritar não eram simplesmente cadáveres sanguinolentos, mas sim três cabeças perfeitamente alinhadas sobre a pia do banheiro. Respectivamente, pertenciam a um homem velho, uma mulher jovem e uma criança. A lâmina - ou seja lá o que tinha sido - que separara as cabeças dos pescoços foram manipulada por uma mão cirúrgica, com precisão. Não haveria nenhum rastro de sangue, exceto as letras que foram escritas com uma caligrafia bonita, exageradamente contrastando com aquela cena hedionda: 


A temporada de caçar cabeças começou.
Você será o próximo?


 É claro que ninguém desejava sê-lo. Mas não haviam pistas, nenhum tipo de digital ou resquício de DNA. Quanto aos corpos daquelas cabeças, jamais seriam encontrados, pelo menos não pela polícia ou qualquer autoridade ligada à justiça.
Quando levantassem a ficha dos envolvidos, perceberiam que todas  as vítimas eram de lugares diferentes. A criança provinha de um orfanato no próprio Distrito 8, o homem velho era um nobre e a mulher residia outrora nos subúrbios, no bairro americano. 


 A mensagem parecia dizer algo a todos os habitantes, algo como "vou pegar cada um de vocês".
 E sua autora apenas observava a movimentação a distância, o corpo agachado sobre um telhado baixo e abraçando os joelhos. Seus cabelos negros caíam sobre seus ombros pálidos, os olhos que certamente não eram naturais brilhavam sutilmente a luz da lua. Um sorriso malicioso como o diabo surgiu lentamente em seus lábios enquanto cantarolava baixinho. 


- Kagome Kagome kago no naka no tori wa
  Itsu itsu deyaru yoake no ban ni
  Tsuru to kame to subetta
  Ushiro no shõmen daare. ♪





*Kagome Kagome é uma brincadeira infantil japonesa. A tradução aproximada dessa versão da cantiga é "Em volta de você, em volta de você, o pássaro em uma gaiola/Quando você vai se libertar? Na noite da madrugada/ O grou e a tartaruga escorregam e caem/ Quem está atrás de você agora?"


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Dom Dez 31, 2017 11:12 am

O carro estacionou perante o Pulse Club, com um homem descendo dele. Vestido com um sobretudo marrom, uma camiseta branca com uma gravata e calças jeans, acompanhadas de botas, ele não deveria ter mais que 45 anos de idade e, como suas roupas tão clichês ditavam, ele aparentava ser um detetive. Aproximou-se da porta do clube, haviam várias pessoas ali, curiosas, tentando ver o que estava acontecendo no local, agora vazio. Passando direto por um dos policiais que guardava a entrada, este batendo continência para ele, Gesicht adentrou o local. A garota que encontrara as cabeças estava sentada em uma das mesas, de seus olhos já não saíam mais lágrimas. Era melhor falar com ela depois, considerando o estado emocional dela não era bom ficar pressionando-a com perguntas.

Adentrando o banheiro, ele viu onde as cabeças estavam. A mensagem escrita foi analisada pelos olhos dele, porém, como o resto do local, nenhum traço foi encontrado. Nada que pudesse levá-lo ao culpado. Ou, culpada. Pelo menos não haviam chifres ali, o que ajudava Gesicht, afastando sua mente do caso que trabalhava no momento. Os de alto escalão da Europol enviaram ele até ali, uma vez que a atividade do outro assassino parecia ter diminuído, após a morte do robô Brandon. 

- Não tem chifres dessa vez? - Perguntou uma voz atrás dele, pertencente a um garoto de no máximo 14 anos de idade. Gesicht girou em seus calcanhares, segurando o garoto pelos ombros e levando-o para fora do local.

- Atom! Já lhe disse que você não pode vir comigo para esses locais! Tem um assassino atrás de você, eu não preciso de mais um - Censurou-lhe Gesicht, enquanto o garoto fazia uma expressão de descontentamento. Atom era um robô famoso. Durante a guerra da Eurásia, ele entrara com um pedido de paz, agindo como um embaixador para garantir que a guerra parasse. E o fato de assemelhar-se a uma criança fez com que sua popularidade apenas aumentasse.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Ter Jan 02, 2018 2:35 pm

- Hum...

A moça de estatura baixa e aparência comum observava atentamente a movimentação no club. Ela parecia inteligente, com seus cabelos escuros e olhos vermelhos incandescentes, mas isso era o máximo que poderia ser dito sobre ela. Vestia-se como uma colegial japonesa de anos atrás, comportadamente, sua expressão nublando-se ao reparar na chegada do detetive e do pequeno Atom. Ela sabia que logo seria questionada se continuasse por ali, mas não viu problema nisso, não era todo dia que poderia estar próxima a um robô famoso como aquele.
A curiosidade venceu, e a mulher esperou a cena do crime ser investigada antes do detetive sair para continuar seu trabalho.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Ter Jan 02, 2018 2:52 pm

- Não há traços no banheiro - Disse Gesicht, conversando com um policial que olhava seu PDA - Eu até falaria que isso foi o trabalho de um robô. Mas a 13ª Cláusula impede que matem humanos.

- Isso não impediu o Brau-1589 - Comentou o policial, sem prestar muita atenção. Coisas assim ocorriam direto na Cidade Baixa.

Brau-1589 era um robô bartender que um dia matara um humano. Sem motivo algum, ele apenas matou. Quando analisaram a inteligência artificial dele, em busca de uma falha acidental, ou proposital, que tivesse feito com que ele fosse capaz de ignorar as Leis Robóticas, não encontraram nada. A inteligência artificial dele estava perfeita, como sempre fora. Ele ainda era um dos maiores mistérios do mundo e era mantido vivo, em uma prisão, para que pudesse ser analisado pelas maiores mentes do mundo. Mas todas falharam. Brau parecia conhecer a resposta. Mas é claro que ele não estava disposto a dá-la. Não, dizem que ele se diverte ao ver humanos correndo de um lado para o outro.

Do lado de fora, Gesicht questionava algumas pessoas. Mas a resposta era a mesma. Eu não vi nada. Então, ele aproximou-se de Queen. Suas esperanças já estavam perdidas, já que naquela parte da cidade não haviam câmeras e dentro do Clube também não havia nada. Junto dele, vinha Atom que o acompanhava em silêncio, sempre com um pequeno sorriso em seu rosto.

- Com licença senhorita. Sou o agente Gesicht da Europol - Dito isso, da mão direita dele projetou-se um holograma que mostrava seu código de identificação. Pelo o que dizia ali, Gesicht era um robô, por mais que fosse idêntico a um humano - A senhorita viu o que aconteceu aqui? Alguma pessoa suspeita saindo do clube?


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Ter Jan 02, 2018 3:56 pm

Antes mesmo que o investigador a questionasse, ela sorriu placidamente para Atom e ergueu a mão para passá-la sobre a cabeça dele.

- Oh, que gracinha, você é realmente igual o que eu vi na Televisão... - então, seu rosto voltou-se para Gesicht e sua cabeça fez uma diminuta saudação, claramente japonesa. Como estavam em Neo Tokyo isso não deveria ser uma novidade, no entanto haviam tantos imigrantes e robôs nos últimos tempos que era difícil saber quem realmente era nativo da região e quem não era. - Saudações, meu senhor. Me deram o nome de Raika. Não, eu não vi nada, mas...

Ela fez uma pausa, enquanto enrolava levemente uma das mexas do cabelo negro entre seu polegar e o indicador. Se aquele momento de suspense era proposital ou não, não dava para se ter certeza.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Ter Jan 02, 2018 4:08 pm

Atom abriu um radiante sorriso para a mulher. Na verdade, ele sempre fazia isso com as pessoas que conhecia, no geral ele era uma criança  um robô extremamente adorável e amável. Era extremamente difícil distingui-lo de uma criança normal, uma vez que ele era realmente bom em imitar ações humanas. Um costume que boa parte dos robôs possuía. Porém Atom era o melhor nisso, até mesmo o sistema de reconhecimento de alguns robôs falhavam ao ver Atom, classificando-o como um humano ao invés de um robô.

- Certo, Raika - Ele falou, seu cérebro positrônico fazendo rápidas anotações, como o rosto da mulher, o nome, a voz e os seus jeitos. Gesicht era tido como um dos sete robôs com potencial de destruição em massa no mundo, por mais que estivesse longe de ser um dos mais populares. Não, o top 5 eram: Atom, Montblanc, Brandon, Heracles e Episilon. North #2 e Gesicht eram esquecidos pelo povo, exceto que o primeiro havia sido morto recentemente - Mas...?


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Ter Jan 02, 2018 5:57 pm

- Você deveria saber... que esse tipo de coisa só pode vir de quatro lugares.

Dito isso, ela mostrou quatro dedos, uma sugestão óbvia aos bairros das máfias. Ela possuía um sorriso inteligente no rosto, como alguém que já descobriu tudo que está por trás dos panos mas não vai revelar a menos que receba um preço em troca. Mesmo assim, levar isso em consideração poderia ser letal. Aquela pessoa era comum, apenas poderia possuir um senso de lógica muito bom. Ou muito ruim.

- As máfias funcionam como empresas... elas engolem e mastigam as menores para ganhar força e influência. Se outra empresa faz concorrência com as mesmas, elas tentam de todos os jeitos afundá-las também. Talvez você devesse fazer umas perguntas pelos bairros do subúrbio... quem sabe não descobre alguma coisa.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Ter Jan 02, 2018 6:12 pm

Gesicht parecia focado nas palavras da mulher, de fato, ele havia considerado que aquilo poderia ser trabalho das máfias, porém elas não estavam no alcance dele. Todas tinham pelo menos um contato de alto escalão na Europol, e isso garantia que seus investigadores não pudessem fazer nada com elas, a não ser que as mesmas decidissem cooperar de bom grado. O que nunca acontecia. Ele parecia estar pensando naquele momento, sua inteligência artificial trabalhando em uma alta velocidade, ligando várias notícias das supostas eliminações e costumes da máfia. Nada ali era muito conclusivo, uma vez que ele acabara por ler superficialmente sobre elas. Não conseguia lembrar-se de nenhuma máfia que cortava cabeças. Haviam alguns cartéis mexicanos que eram conhecidos por decapitações, porém nenhum deles tinha influência em Neo Tokyo.

- Entendo, obrigado pela informação Raika. E cuidado quando estiver nas ruas - Falou Gesicht, começando a caminhar e murmurar consigo mesmo.

Atom, por sua vez, continuava a sorrir para Raika, docemente. Ele estava sobre a proteção de Gesicht, mas eles raramente andavam juntos, aquele dia apenas coincidiram de se encontrar a caminho da cena do crime. Eram poucas as pessoas vivas capazes de ferir Atom, logo o trabalho do investigador era mínimo. Ele deu alguns passos para mais perto de Raika, ainda sorrindo.

- Você conhece alguém aqui capaz de entrar em um lugar e não deixar rastros? - Ele perguntou, havia algo de inocente em sua voz, porém seus olhos brilhavam com inteligência - Esse não é o crime de um robô. 


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Ter Jan 02, 2018 9:37 pm

Se o homem tivesse levado as palavras dela em consideração ou não, para Raika era indiferente. Ela dissera o que pensara, o que de fato não deixava de ser uma verdade. O assassino estava ligado a uma das máfias... mas não era necessariamente um trabalho da máfia aquela última cena macabra. Ela abriu um sorriso mais dócil para o investigador quando percebeu a preocupação do mesmo.

- Não tem de que, e eu terei muito cuidado, sim.

Mas Raika não precisava ter cuidado, na verdade...
Ela desceu sua atenção sobre Atom novamente e inclinou um pouco a cabeça. Um sorriso límpido passou por sua boca.

- Um robô? Eu não tenho certeza... mas pode ser que haja relação com a tecnologia dos AUGs. Mas respeito sua certeza de que não é um robô, Atom. É um direito que tem, sendo quem é.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Ter Jan 02, 2018 9:51 pm

Atom abriu um sorriso para Raika, mas esse sumiu rapidamente logo em seguida, conforme o robô balançava suas mãos de um lado para o outro, em um sinal de negação. A fala dele pintara uma imagem diferente da planejada, e o pequenino robô estava se arrependendo daquilo naquele exato momento. Não, ele não falara que aquele não era um crime de um robô para tentar defender seus irmãos de metal. Não, ele falara aquilo pois as Leis Robóticas impediam que um robô matasse um humano e isso só acontecera uma vez, com Brau-1589.

- Ah, não não não - Ele falou, enquanto gesticulava - Eu sei que esse não é o crime de um robô. Robôs não podem matar humanos. E também, robôs não fazem movimentos desnecessários. No caso de Brau-1589 ele matou o humano e isso foi o suficiente. Aqui não. Foi escrita uma mensagem, e as cabeças foram decapitadas. Há sentimento na cena do crime. Algo que você não encontraria na cena do crime de Brau. É quase como se a pessoa... gostasse do que está fazendo.

Ele piscou seus olhos e então os voltou para Raika, com um sorriso em seu rosto. Aquele robô falava algumas coisas bem... depressivas, de vez em quando, mas isso nunca durava muito e logo ele voltava a ser aquele robô sorridente, que se assemelhava tanto a uma criança. Não só em sua aparência, mas em ações também. O Doutor Tenma, criador de Atom, provavelmente estaria orgulhoso de sua criação, se ele não a odiasse por completo. 

- Moça, você conhece bem a Cidade Baixa?


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Ter Jan 02, 2018 10:28 pm

- Percebo... mas não tenho tanta certeza, Atom... a inteligência artificial de vocês é complexa... talvez aja a pequena possibilidade dela gerar um psicopata. Coisas estranhas vivem ocorrendo em Neo Tokyo desde sempre, não é?


Raika apoiou timidamente o dedo indicador em uma das bochechas, seu pescoço fazendo uma inclinação para a esquerda. Ela parecia quase que uma criança como ele desse jeito, como se tivesse pensando sobre algo muito complexo. Raika parecia ser nova, muito embora fosse uma idade indefinida. Quiçá fosse uma adolescente ou de fato uma pré-adolescente, ou meramente uma mulher jovem.

- Oh...? Não muito, eu costumava frequentar esse club por ter pessoas interessantes, mas acho que está... um tanto quanto perigoso, agora.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Ter Jan 02, 2018 10:38 pm

- Na verdade, não há. Nossas inteligência artificiais são conectadas a um banco de dados cujo dever é checar por irregularidades. Caso um psicopata surgisse entre os robôs, ele seria detectado.

A ideia de viver com sua mente sendo constantemente checada era algo assustador para a maioria dos humanos. Por mais que o banco de dados fosse algo que pertencesse a todas as nações, robôs não podiam ter segredos, uma vez que os líderes dos países tinham a possibilidade de saber tudo sobre um robô em específico. Para os robôs, era algo extremamente lógico e aceitável, eles realmente não se importavam de terem suas cabeças sendo constantemente checadas por uma outra máquina.

- Ah, que pena. Estamos precisando de um guia, sabe? Eu não vivo aqui e o Gesicht é da Alemanha.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Qua Jan 03, 2018 7:12 pm

- Aparentemente... não apenas detectado. - ela uniu as mãos em frente ao rosto para entrelaçar seus próprios dedos. - A inteligência artificial é um dom e uma maldição, aparentemente... assim como se passa com os seres humanos.


Seus braços foram então para trás do corpo e ela sorriu, balançando-o de um lado para o outro apenas ao trocar o peso entre seus pés.

-Bem, eu não sei muito sobre o local mas conheço alguém que poderia guiá-los. Ele mora bem próximo daqui, na verdade. - seus olhos cravaram-se no investigador. - Uau, Alemanha! Como é la?


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Qua Jan 03, 2018 7:44 pm

- Bom, eu a considero uma benção. Não fosse pela evolução na Inteligência Aritificial feita pelo meu criador, eu não estaria aqui conversando com você.

Ele falou, colocando as mãos no bolso de sua jaqueta e sorrindo. Atom fora criado pelo Doutor Tenma, para substituir o filho que ele perdera, além de ser uma réplica perfeita do falecido garoto, ele fora uma verdadeira revolução na área de I.A. Sim, Atom viera para mudar as marés e trazer uma nova geração de robôs, cada vez mais complexos e com inteligências artificiais ainda mais avançadas. 

- É uma boa ideia - Falou Atom, com um sorriso em seu rosto.

- Era bem mais parado do que aqui - Respondeu Gesicht, voltando para os dois - Você não se importa de irmos a um lugar antes de ir até esse seu conhecido que pode nos guiar? Acabei de receber uma ordem de meus superiores.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Qui Jan 04, 2018 8:40 pm

- É um ângulo justo para ver a situação. 

Raika levou uma das mãos em frente a boca, rindo suavemente, algo entre a timidez e a graça. Ela realmente era uma pessoa bonita e graciosa, mesmo que comparada a muitas outras beldades, como Dita Darkness, Nymeria Lindberg ou Riza Nakano, passasse praticamente despercebida.

- Eu entendo. Nunca estive fora do país, mas certamente entendo. - suas mãos desceram e cruzaram os dedos indicadores atrás de suas costas. - Não vejo problema, mas vocês não vão me levar para nenhum lugar muito perigoso, vão?


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Sex Jan 05, 2018 10:38 am

- Você é uma robô? Ele normalmente tende a mexer com as inteligências artificiais da maioria dos robôs - Disse Gesicht, colocando as mãos dentro de seus bolsos calmamente - Estamos indo ver Brau-1589.

Não era um segredo de que Brau, o único robô a matar um ser humano, ainda estava vivo. Ele era mantido como um prisioneiro para que cientistas pudessem encontrar uma falha em sua Inteligência Artificial. Por mais que não tivessem encontrado nenhuma, não queria dizer que ela era perfeita, eles deveriam ter deixado algo passar, não é? Ultimamente, Brau-1589 havia servido a polícia e a Europol como um consultante, sendo um bom compreendedor da natureza humana e de como outros assassinos funcionavam. Ele era quase um Hannibal Lecter moderno. A única diferença é que Brau não era um canibal.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Dom Jan 07, 2018 2:23 pm

- Oh, não, não! Nada desse tipo. Minha inteligência é totalmente não artificial, haha!

Ela sorriu por alguns segundos. Era verdade que Raika não podia ser considerada uma humana comum, mas estava longe de ser um robô. Ao ouvir mais uma vez sobre o tal robô que fora contra as diretrizes e matara um ser humano, sua cabeça moveu-se suavemente para a esquerda enquanto questionava.

- Uh, esse cara? Eu posso realmente visitá-lo com vocês, não é... perigoso?


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Dom Jan 07, 2018 5:02 pm

- Certo, é que meu sistema de reconhecimento está tendo problemas. Você é a segunda humana que eu confundo com um robô nos últimos dias, o primeiro foi um garoto alemão da NTU. Tenho que checar isso depois - Comentou Gesicht, coçando a sua nuca, essa era a primeira vez que ele tinha esses problemas, ele não ouvira falar de nenhum outro robô tendo esse problema.

Gesicht voltou seus olhos para Raika, sempre frios, e abriu um pequeno sorriso de canto. Brau-1589 era conhecido por manipular robôs, corromper a Inteligência Artificial deles e torná-los agressivos com outros robôs. Não faziam nem dois meses desde que o último investigador robô fora manipulado e acabara por atirar em outro robô, parceiro seu.

- Não se preocupe, ele não consegue nada com humanos - Gesicht caminhou até seu carro, entrando no mesmo. Atom entrou no banco de trás e a porta do lado do passageiro foi aberta para Raika.
-X-
A sala era enorme e completamente escura, exceto por um ponto que era iluminado, exatamente no centro. Ali, havia uma cadeira feita de madeira, simples e precária. Em cima dela havia um ursinho de pelúcia, comum assim como a cadeira, ele era marrom, possuía uma gravata borboleta vermelha e seus olhos negros refletiam um pouco da luz que batia em cima dele. E então, o ursinho falou.

- Gesicht está levando uma assassina para encontrar-se com um assassino - Uma leve risada ecoou pelo local - Quanto tempo até Pluto ficar pronto?

- Mais alguns dias e poderei reparar a maior parte do dano feito por Brandon, mas não podemos enviá-lo para um combate ainda - Respondeu um homem, ele era conhecido no mundo inteiro como Abra, um brilhante cientista capaz de desenvolver robôs avançados com uma facilidade impressionante.

Abra:

De algum local, um rugido enorme ecoou. Metálico e humano ao mesmo tempo, seu lamento rebatia pelas paredes e chegava até os ouvidos de Abra e do pequeno ursinho de pelúcia. Ambos não reagiram, aquilo era extremamente comum para eles, principalmente depois que Pluto se ferira em combate. Mais e mais rugidos e das trevas dois olhos, duas bocas e dois chifres surgiram, o urro aumentando a cada segundo.

Pluto:

- Logo, meu caro Pluto, logo - Disse o ursinho de pelúcia - Logo você poderá ir atrás de Atom e Gesicht.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Seg Jan 08, 2018 2:12 pm

- Oh... eu entendo.

A informação alojou-se em um cantinho de seu cérebro, havia alguém como ela, alguém que possuía tantos implantes que quase tornava-se um robô por completo... alguém além de Beyond Darkness. Sua expressão era de visível preocupação, mas por dentro um instinto assassino martelava.

- Que bom... imagine só, um robô que consiga fazer lavagem cerebral em humanos! Assustador!

Ela levou as mãos para trás da cabeça e entrou no banco de carona junto aos dois.
E logo o carro partia levando Atom, Gesicht e a assassina do caso que o investigador acabara de começar a investigar.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Seg Jan 08, 2018 2:27 pm

O sistema de detecção de Gesicht não estava falho, ele não tinha como saber que aquelas pessoas possuíam tantos AUGS em si que aquilo acabava por confundir seus olhos. Porém, o motivo pelo o qual ele acreditava que seu sistema estava falho era que o garoto alemão da NTU era um humano por completo. Não havia nenhum implante nele. O investigador acabara por checar essa informação e ficara um tanto surpreso. Quem sabe estivesse precisando de um pequeno upgrade, teria que conversar com o Professor Hoffmann depois.

- É impossível isso. A Lei Robótica impede algo do tipo.

A viagem foi feita em silêncio, pelo menos da parte de Gesicht, uma vez que Atom conversava com Raika sobre todos os tipos de coisas desde o tempo que estava limpo até pequenos fatos sobre NT que o garoto aprendera com o passar dos tempos. Era um pequeno robô adorável, aquele Atom, ele realmente conseguia se parecer com uma criança humana. O carro parou em frente de uma construção e Gesicht desceu, adentrando o local e conversando com o segurança. 

Foi dado a Atom um pequeno capacete, Gesicht e Raika ficaram sem. O motivo era que Raika era uma humana, por mais que tivesse diversos AUGS, e Gesicht era feito de Zeronium, uma liga metálica extremamente poderosa que fora descoberta 20 anos atrás que o tornava imune a manipulação causada por Brau-1589. Passando por portas metálicas, Raika pôde vislumbrar Brau.

Brau-1589:

Havia algo que se parecia com uma lança metálica no peito de Brau e o robô constantemente emitia um estalido metálico. Era uma surpresa que Brau ainda estivesse funcionando, considerando seu estado precário.

- Gesicht, Atom e... você eu não conheço - Falou Brau, sua voz falhando no processo - Veio para trocar seu chip de memória comigo, Gesicht?

- Nunca - Respondeu o robô - Estamos aqui por causa de um assassinato cometido no Pulse Club.

Da mão de Gesicht projetou-se um holograma, mostrando a cena do crime que Raika cometera. O único olho de Brau que ainda funcionava observava não só a cena do crime, como todos que estavam ali. Ele era um modelo antigo, pois os atuais possuíam um olho humano logo era possível saber quando ele estava observando algo em específico. Porém, Raika poderia sentir. Apesar do olhos de Brau observar a tudo, a visão dele estava fixo nela. E Brau riu, gargalhou e gargalhou.

- Você ainda não descobriu? - Brau-1589 voltou a gargalhar - Gesicht, volte para mim com mais sobre o caso daquele assassino de robôs, eu não vou lhe ajudar com isso.

- O assassino de Montblanc, North #2, Brando e Herácles está morto - Falou Gesicht, o holograma desaparecendo. Brau gargalhou mais uma vez - Vamos indo. Está claro que ele não deseja cooperar.

A mão de Brau subiu, na direção de Raika.

- Foi um prazer conhecê-la.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Qua Jan 10, 2018 8:49 pm

Raika sofria muitas dores por conta de seu corpo quase que totalmente robótico, mas aquilo não fora uma opção... a muito, um acidente que sofrera causara uma forte paraplegia, ela tivera de adicionar uma coluna e membros mecânicos. Além disso, também haviam certos aparelhos em sua cabeça, principalmente nos olhos. Talvez fosse a raiva por conta da dor que a fazia sair degolando pessoas, ou quem sabe ela fosse simplesmente psicopata e quisesse ficar no mesmo nível da antiga matrona de La Famiglia. Por qual razão fosse, era um fato que algo em seu cérebro havia sido completamente modificado naquele dia...

- Oh, eu sei, eu sei...

Naturalmente, Raika não via razão em matar robôs. Eles não possuíam sangue ou fluídos reais, a sensação de pavor das vítimas não chegava para ela quando tentara fazê-lo. Era por essa mesma razão que o único motivo palpável para a garota voltar-se contra as duas criaturas que estavam no mesmo carro que ela, era se eles chegassem perto de descobrir sua identidade. E, ela sabia, isso não aconteceria. Não tão cedo.


De maneira que ela aproveitou a conversa com Atom por todo o percurso e sentiu certa empolgação quando viu Brau-1589. Seus olhos pareceram surpresos com o estado do robô, talvez até amedrontados por estar perto de um assassino de humanos. Mas no fundo ela estava bastante interessada. 

- Eu sou Raika... 

Ele diria algo? Ele sequer poderia perceber alguma coisa? Raika observava enquanto o robô via o holograma, sentindo fixamente sua atenção sobre ela. Sabia que Brau sabia sobre ela... entretanto, ele não dissera coisa alguma. 
Quase gargalhou junto com ele...
Quase. 

- Hum... eu poderia dizer o mesmo? - ela parecia em dúvida ao dizê-lo, mas na verdade apreciara bastante aqueles poucos segundos.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Qua Jan 10, 2018 9:38 pm

- Raika, é?

Brau riu, e já deveria estar claro para a assassina. Ele sabia. De alguma maneira, ele sabia que fora ela quem cometera aquele crime no Pulse Club. Era como se um assassino reconhecesse o outro apenas por bater o olho nele. É claro que os motivos que levaram Brau a matar um humano permaneciam desconhecidos, com vários cientistas tentando descobrir algo na I.A dele que o levou a cometer tal ato, porém o povo afirmava que não havia um motivo complexo por trás de tudo aquilo. Ele apenas matara porque podia. 

- Gesicht - Chamou Brau, fazendo com que o investigador se virasse - Vamos trocar chips de memória.

- Nunca - Repetiu Gesicht, sempre era assim quando ele vinha até aquele local.

- Ainda está tendo sonhos? - E no momento que Brau falou isso, os olhos do detetive se arregalaram.


'' Vão ser quinhentas unidades '' A frase e o rosto daquele humano invadiram sua mente, fazendo com que ele vacilasse por um momento. Era um fato de que robôs sonhavam, porém de maneira diferente do que a dos humanos. Enquanto os humanos sonhavam com o surreal, robôs reviviam suas memórias constantemente. Porém, haviam casos nos quais robôs sonharam com algo que nunca haviam presenciado antes. Um sinal de uma I.A avançada, afirmavam alguns cientistas.

- Não sei do que está falando - Disse Gesicht, com Atom lá atrás, olhando-o de uma maneira estranha. Desconfiado - Vamos.

- Voltem sempre - Brau continuou a rir.


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Queen of Hearts em Qui Jan 11, 2018 10:06 pm

- S...sim. 

Leve gaguejar, personalidade tímida, mas inteligente. Quem poderia desconfiar daquela pessoa além de outro assassino. Talvez o fato da polícia começar a usar robôs para resolver mistérios envolvidos nos crimes que aconteciam estivesse deixando muitas coisas passarem.
Ou talvez não.. Brau era um exemplo de algo que não deveria ter acontecido de forma alguma e acontecera... e se falavam que a I.A podia evoluir...

Raika observou de canto o detetive. Ele poderia estar trilhando o mesmo caminho de Brau, ou algo completamente diferente? Robôs, no fim das contas, não eram tão previsíveis como sempre disseram. 

- Okay... - ela olhou uma última vez para Brau, um sutil, praticamente imperceptível sorriso surgindo em sua face, e só voltou a falar quando todos tivessem saído da cela em que ele estava encarcerado. - Oh, ele realmente tem algo de assustador.


avatar
Queen of Hearts
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Gesicht/Atom em Sex Jan 12, 2018 1:39 pm

- É uma anomalia - Disse Gesicht, colocando as mãos dentro dos bolsos de seu casaco - Me perdoe por trazê-la até aqui.

- Eu não sei não. Eu achei ele meio... triste - Murmurou Atom, enquanto coçava sua nuca - Não sei dizer porquê.

- Se a Uran estivesse aqui ela poderia dar o veredito - Falou o investigador, rindo baixinho.


Uran era outra robô extremamente conhecida e era tida como irmã de Atom, e realmente os dois interagiam como se fossem família. Fora criada pelo Doutor Ochanomizu, o Ministro da Ciência, para agir como uma irmã para Atom, justamente na época que o Doutor Tenma desaparecera, deixando para trás o pequeno e agora solitário robô. Era dito que ela possuía sentidos tão aguçados que conseguia sentir as emoções de outros seres vivos perto dela, como Ochanomizu conseguira isso era um mistério, nem mesmo o próprio Doutor sabia. Agora, saindo da prisão e novamente adentrando no carro de Gesicht, o investigador voltou-se para Raika.

- Onde esse seu amigo mora?


''Nothing can be born from hatred ''
avatar
Gesicht/Atom
Perdido
Perdido

Mensagens : 60
Data de inscrição : 28/12/2017
Idade : 31
Localização : Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pulse Club

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum