Neo Tokyo
É com todo o prazer que damos as Boas Vindas a Neo Tokyo!

O fórum se passa em um mundo futurístico, cyberpunk, onde as grandes corporações e as máfias dominam todo o giro de capital.
Desde os altos arranha-céus da Cidade Alta até as ruas sujas e cheias de mendigos e doentes do Distrito 8, o mundo é dominado pelas modificações corporais e pelos implantes de aumento de habilidade, ou AUGS.

Desenvolva sei personagem, com suas habilidades e fraquezas e escolha seu local de moradia de acordo com seu passado e presente, e acima de tudo: divirtam-se!

Exterior da Mansão

Ir em baixo

Exterior da Mansão

Mensagem por Riza Nakano em Qua Dez 27, 2017 3:21 pm




NEXUS
Future, today.
avatar
Riza Nakano
Chefe da Nexus
Chefe da Nexus

Mensagens : 131
Data de inscrição : 23/12/2017
Idade : 23
Localização : Nexus

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Trevor P. em Sab Jan 13, 2018 9:29 pm

-Máfia riquinha, hein? Merda, a que ponto eu cheguei...? - um homem que parecia logo entrar nos 40 anos de idade resmungava enquanto se aproximava da mansão. Não vestia mais que uma bermuda leve, camisa branca manchada de comida e tênis, sem meias. Uma mochila infantil com uma Hello Kitty pichada para que parecesse um personagem de Happy Tree Friends pendia de seu ombro direito.
O ex (ou não)-mercenário se posicionou em frente à porta e tocou a campainha, arrumando o tufo de cabelo no topo de sua cabeça que se separava do resto dos fios lisos e sujos de sua cabeça, algo que se assemelharia a um penteado de palhaço, de alguma forma. Ele esperou que atendessem a porta, coçando e estapeando a barba por fazer ainda tinha farelos dos biscoitos salgados que comera mais cedo, sua única refeição durante aquele dia.


Última edição por Trevor P. em Dom Jan 14, 2018 8:13 am, editado 1 vez(es)




"IT AIN'T THAT BIG BUT IT GETS ITS JOB DONE."
avatar
Trevor P.
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/12/2017
Idade : 39
Localização : Onde se puder matar e ganhar dinheiro (ao mesmo tempo, se possível)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Katherine Black em Sab Jan 13, 2018 10:04 pm

Não demorou muito tempo para a porta ser aberta. Uma garota de baixa estatura e cabelos roxos e curtos, vestindo um uniforme de empregada que consistia em um vestido preto com babados em vermelho e cujos olhos eram azuis e suaves estava do outro lado. Ela poderia passar por uma pessoa relativamente normal, não fosse os visíveis AUGs com formato de orelha felina em sua cabeça, presos como se fossem headfones.


- Oh, olá, meu senhor, em que posso ajudá-lo? - ela manteve a porta aberta atrás de si, um sorriso gentil e absolutamente confortável presos em seus lábios. Era incrível que pessoas com a fama dos Darkness tivessem uma empregada tão adorável.


Kit não conhecia aquela pessoa, nem mesmo de vista, e olha que ela conhecia muita gente, muita gente mesmo. Era por isso que seus olhos estavam focados nele, como se pudesse descobrir algo novo a qualquer momento.



Estou chegando, mestra. <3


Spider Dance:

avatar
Katherine Black
Perdido
Perdido

Mensagens : 59
Data de inscrição : 03/01/2018
Idade : 20
Localização : Em todo lugar que precisarem de mim. :p

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Trevor P. em Dom Jan 14, 2018 8:25 am

-Devo ter errado o caminho. Aqui não seria a estadia de uma máfia conhecida, seria? - perguntou o homem de forma arrogante, já não conseguia acreditar que aquela garota, aquela pirralha que mal tinha altura suficiente para olhá-lo nos olhos, e com aquela roupa de... de... ah, aqueles desenhos animados da China. É, com certeza ele tinha errado o lugar. -Tenho um encontro marcado com uma tal de Alessa, ou Alexa, que seja. Você por acaso conheceria? - fez outra pergunta, um sorriso de quem tinha certeza que ela ficaria com uma bela cara de bunda quando tentasse responder.




"IT AIN'T THAT BIG BUT IT GETS ITS JOB DONE."
avatar
Trevor P.
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/12/2017
Idade : 39
Localização : Onde se puder matar e ganhar dinheiro (ao mesmo tempo, se possível)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Katherine Black em Dom Jan 14, 2018 11:18 am

- Desde antes de eu vir trabalhar aqui é a sede dos Darkness, sim. - ela ficou em silêncio por um tempo e então fez uma expressão de compreenção. - Ah, vocé deve ser o Trevor! Mil perdões, normalmente as pessoas que vem encontrar-se com a Mestra Alessa ou Mestre Beyond costumam ser mais... assustadores.

Ela não dissera aquilo necessariamente por mal, era um fato que Kit falava sem pensar. A garota abriu caminho para que o homem passasse, dando acesso à mansão.

- Ela está a sua espera, siga-me.



Estou chegando, mestra. <3


Spider Dance:

avatar
Katherine Black
Perdido
Perdido

Mensagens : 59
Data de inscrição : 03/01/2018
Idade : 20
Localização : Em todo lugar que precisarem de mim. :p

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Trevor P. em Dom Jan 14, 2018 1:32 pm

Trevor não conseguiu impedir a expressão de surpresa que invadiu seu rosto quando a garota confirmou o local e sua (talvez) futura chefe. O pedido da empregada o fez se mover automaticamente para dentro da mansão, e Kit poderia sentir o cheiro de pizza velha, álcool e... bem, o cheiro de um homem que não toma banho há mais de três dias. O mercenário olhou em volta, para todos os objetos valiosos que enfeitavam o local, o quão limpo tudo estava, até mesmo o enorme lustre que pendia sobre ele, não tinha uma só teia de aranha, uma parte empoeirada que fosse.


Aquilo era quase... desanimador...



-Nice place, now where's Alessa? I'm getting fucking sober. - disse, talvez não fazendo sentido algum para a garota. Mas na mente de Trevor, aquilo parecia crucial. Ter falado aquela última frase pareceu quase como se estivesse mencionando outra pessoa. Há quanto tempo ele não ficava sóbrio até aquele momento? Há quanto tempo ele comera algo decente? Há quanto tempo ele estava naquele estado? Aquelas perguntas preencheram sua cabeça por alguns minutos antes de ele prosseguir andando para onde achava ser uma sala importante. Não queria ficar ali mais que o necessário, mas ao mesmo tempo tinha receio de ter que ir embora e não voltar mais. Quanto tempo iria durar até que seu fígado começase a ficar saudável?
Aquele pensamento o fez estremecer.


Tradução:
"Lugar legal. Agora onde está a Alessa? Estou ficando sóbrio"




"IT AIN'T THAT BIG BUT IT GETS ITS JOB DONE."
avatar
Trevor P.
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/12/2017
Idade : 39
Localização : Onde se puder matar e ganhar dinheiro (ao mesmo tempo, se possível)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Katherine Black em Dom Jan 14, 2018 9:59 pm

Katherine sabia segurar a lingua muito bem, e também tinha ideia do que mercenários passavam naquela cidade, o trabalho não era tão próspero quanto diziam, afinal as máfias tinham membros que matavam por elas, e grande parte dos crimes cometidos em Neo Tokyo eram ligados à máfia. Isso tirando, é claro, as situações envolvendo seriais killers. Mas, com a invasão ao Vortex Clube a um tempo atrás, fora possível notar que mais alguém estava recrutando esse tipo de "soldado". E isso não parecia muito boa coisa. 


- Ela está na sala de visitas. Eu vou deixá-lo lá e preparar algo para ambos comerem. - ela disse de maneira amigável, imaginava que o homem estaria com fome. Seus passos ligeiros e suaves sobre o piso ecoavam pelos corredores. A limpeza que Trevor tanto admirava fora feita por ela própria em sua maioria, com a pequena garota pulindo cada centímetro da casa que lhe era destinado. 


Às vezes ela agia como uma acompanhante para Alessa. Embora fosse afirmado que ela agia como uma guarda-costas se a Líder dos Darkness corresse perigo, o termo mais utilizado para isso seria algo como "dama de companhia". Kit guiou-o pelos corredores belos e parou de frente a uma grande porta, usando ambas as mãos para abri-la e dando a visão de Trevor para uma sala suntuosa e de aparência confortável. Onde, de fato, estava Alessa.


- Mestra, seu convidado está aqui. - ela deu espaço para que Trevor passasse por ela e fez uma mesura sutil com a cabeça. - Trarei algo para vocês comerem, têm alguma preferência?



Estou chegando, mestra. <3


Spider Dance:

avatar
Katherine Black
Perdido
Perdido

Mensagens : 59
Data de inscrição : 03/01/2018
Idade : 20
Localização : Em todo lugar que precisarem de mim. :p

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Beyond Darkness em Qui Jan 18, 2018 12:32 am

Quando a porta foi aberta, eles puderam enxergar uma garota que mais parecia uma criança, vestindo roupas sensuais: além do chapéu puff branco sobre seus longos cabelos negros, ela usava um vestido de decote longo e colado de renda juntamente com meias-calças vermelhas presas a uma cinta liga, com um sobretudo branco cobrindo a maior parte de seu corpo - mas não o essencial. Ela estava deitada de bruços sobre uma grande mesa lotada de papéis, mordiscando uma caneta ao mesmo tempo que olhava uma espécie de contrato com os olhos semicerrados, como quem pensa bastante se deve assiná-lo ou não.

- Ah, não! Não precisa trazer nada, Kit-Kat! Não fazemos doações assim, nem alimentamos mendigos!- foram suas primeiras palavras, e ela sequer havia olhado para eles ainda. Foi quando ela bufou, rasgando o papel que segurava em mil pedacinhos.- MALDITOS LINDBERGS, ELES TOMARAM A FRENTE NA VENDA DE ARMAS DE NOV-... ah, olááá...

Ela saltou da mesa, pondo-se de pé diante dela, apenas alguns metros de distância de Trevor. Aquela menina era franzina e parecia ainda menor levantada.

- Ah, KIT!- ela chamou. Sua voz era gasguita o suficiente para causar dor de cabeça.- Você pode trazer whisky. Mas só pra mim! Ele não toma nada até me provar que não é um completo inútil!

Seus olhos pararam sobre Trevor e ela o analisou de cima a baixo, abrindo um sorrisinho muito lascivo. Suas íris eram vermelhas-sangue, mas pareciam artificiais demais, o que entregava que ela estava usando lente de contato.

- Pois bem, mercenário... uh, você fede. Mas eu tenho uma queda por caras da sua laia! Tipo BDSM!- ela pigarreou, parecendo perceber que estava perdendo o foco.- Você tem que me responder algumas coisinhas... merda, qual era seu nome mesmo?!

Alessa Darkness:


O monstro que nega a Deus e o que se ajoelha a Deus são a mesma coisa. 
Voice:
avatar
Beyond Darkness
Cão dos Darkness
Cão dos Darkness

Mensagens : 56
Data de inscrição : 26/12/2017
Idade : 37
Localização : Los Angeles | Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Trevor P. em Sex Jan 19, 2018 9:34 pm

Quando finalmente viu a garota Darkness com os próprios olhos, Trevor fez uma anotação mental: nunca mais confiar nos boatos de junkies em Newest York.


A aparência jovem e as roupas chamativas de Alessa lhe deram pensamentos e situações provavelmente impossíveis em sua mente, e o sorriso descarado que apareceu em seu rosto fazia com que eles fossem quase palpáveis para a Senhora Darkness. Pirralhas histéricas eram exatamente seu tipo.


-Good evening, Miss Darkness. - disse, da forma mais polida que conseguiu em toda sua vida. -Desculpe meu cheiro ruim, me expulsaram dos arredores do rio Kanda antes que eu pudesse dar um mergulho, mas Deus sabe que tentei me lavar. - as palavras que saíam de sua boca eram tão forçadas que ele parecia quase debochado, mas quem realmente conhecia o mercenário sabia que era assim que ele flertava.
Quando Alessa falou sobre seu "tipo de cara" ser parecido com Trevor, o sorriso triunfante dele foi inevitável. "Em menos de uma semana essa aí vai estar algemada na cama do meu trailer.", pensou. -Você me deixa envergonhado, senhorita! E meu nome é Trevor. Trevor Phillips. À seu dispor. - após falar aquilo, ele já tinha a mão da garota entre o indicador e o polegar, curvando-se para beijar os nós de seus dedos. Um perfeito cavalheiro, como sua mãezinha diria.




"IT AIN'T THAT BIG BUT IT GETS ITS JOB DONE."
avatar
Trevor P.
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/12/2017
Idade : 39
Localização : Onde se puder matar e ganhar dinheiro (ao mesmo tempo, se possível)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Katherine Black em Sex Jan 19, 2018 10:53 pm

- Mas mestra, se ele estiver morrendo de fome pode ser difícil raciocinar e dizer algo producente. - Kit suspirou sutilmente, ela era uma pessoa tipicamente bondosa e não queria de fato ir contra as ordens de sua senhora, mas deixar alguém em dificuldades era um pouco... fora de seu padrão.


Ela não esperou pela resposta, seus olhos correram para a expressão que Trevor fizera ao visualizar Alessa pela primeira vez e rapidamente a garota corou, deixando para lá o comentário que faria sobre as vendas de armas que sempre pareciam estar abaixo dos Lindbergs e correndo para buscar o Whisky.


A maid voltou segundos mais tarde trazendo por via das dúvidas duas taças e uma garrafa com a bebida. Enchendo uma delas, ofereceu-a a Alessa e preferiu deixar a outra na mesa de centro... afinal, não era muito bom contrariar sua mestra quando ela estava de mau-humor. Ou quando estava caçando também...


- Hum... eu posso fazer algo a mais por vocês?



Estou chegando, mestra. <3


Spider Dance:

avatar
Katherine Black
Perdido
Perdido

Mensagens : 59
Data de inscrição : 03/01/2018
Idade : 20
Localização : Em todo lugar que precisarem de mim. :p

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Beyond Darkness em Sab Jan 20, 2018 5:23 pm

- Então ele vai ter que se esforçar!- foi a resposta dela para Kit. Cruel como sempre, mas o tom de voz que usava para com sua empregada era o mais compreensivo que Alessa Darkness poderia alcançar.- Nossos soldados têm de ser excepcionais tanto morrendo de fome quanto com suas tripas espalhadas pelo asfalto...- ela deu uma risadinha, jogando os longos cabelos negros para trás e ajeitando o gorrinho sobre eles.- Mas não se preocupe, Kit. Se ele morrer, seja de fome ou por errar as respostas, eu prometo dá-lo um enterro digno ao invés de jogá-lo aos cães... apenas por você!

Ela disse aquilo como se fosse a solução ideal e extremo consolo para Katherine Black, e foi quando ela pôs definitivamente os olhos em Trevor.

- Uh... você ganhou pontos comigo, docinho.- ela disse com a cara mais sem vergonha do mundo depois de notar o sorriso dele e ouvir como ele a chamou. "Miss Darkness". Ela realmente adorou, amou aquilo! Talvez ela logo logo estaria forçando todos seus subordinados a chamá-la daquela forma...
Céus, aqueles dois juntos - e Kit parecia ser a única a perceber - não iam dar nada certo...
Na verdade, iam. E muito. E este era exatamente o problema.  

Ela ouviu a explicação dele sobre o motivo de parecer tão descuidado, e visualizou com o canto dos olhos quando Kit saiu extremamente vermelha da sala.
Alessa soltou um risinho pervertido, sentindo o beijo sobre sua mão e instintivamente trazendo uma perna esguia para junto da outra, colando as meias-calças provocativas, como se estivesse tentando conter algum arrepio ou sensação calorosa em seu baixo-ventre...

Poucos rapazes tratavam Alessa daquela forma. Na verdade, quase nenhum. Aquele era o tipo de tratamento que ela sonhava em receber do homem pelo qual era apaixonada - e ela costumava receber exatamente o contrário dele.
Ainda assim, aquela indisciplina indomável que exalava de Trevor era capaz de fazê-la regojizar internamente...

- Pois bem, Trevor Phillips.- ela apenas desprendeu-se dele quando Kit ofereceu-lhe a taça com whisky, e ela murmurou um "obrigadinha, Kit-Kat" antes de ouvir a pergunta da Maid.- Oh, acho que por hora isso é tudo, minha maid preferida! Vou precisar de você se ele passar no teste, para mostrá-lo seu quarto, talvez. Ah... acho que você poderia... bem... trancar a porta antes de sair?

Aquilo soou muito, muito suspeito, mas Alessa apenas sorriu para sua empregada antes de voltar-se a Trevor.

- Vamos ver se você está mesmo ao meu dispor... depois que responder às três perguntinhas básicas para entrar na Darkness.

Ela girou sobre os próprios calcanhares com a taça de whisky em mãos, roçando propositalmente seu quadril na cintura dele, dirigindo-se novamente para a mesa e sentando-se sobre ela, cruzando as pernas.

- Vamos à primeira: quantas pessoas inocentes você já matou?


O monstro que nega a Deus e o que se ajoelha a Deus são a mesma coisa. 
Voice:
avatar
Beyond Darkness
Cão dos Darkness
Cão dos Darkness

Mensagens : 56
Data de inscrição : 26/12/2017
Idade : 37
Localização : Los Angeles | Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Trevor P. em Dom Jan 21, 2018 12:30 pm

Trevor estava acostumado a receber tapas e socos no nariz muito bem dados quando flertava com que quer que seja. Para sua própria defesa, ele estava bêbado em todas as ocasiões, mas, hell, quando ele não estava?
Mas, naquela situação, o esperado tapa foi substituído por um sorriso (e que sorriso!), tal como aqueles tais "pontos" que havia ganhado da Senhora Darkness.

As coisas pareceram ficar ainda melhores quando Alessa pediu à sua maid que trancasse a porta. Como se não bastasse o pequeno tremelique da garota quando o mercenário beijou sua mão.

-Três perguntas? É disso que preciso pra entrar na máfia mais suja do país? - riu, logo depois dando de ombros. -Shoot, baby.

Dito aquilo, ele esperou que a pergunta fosse feita. Pensou que fosse lhe perguntar se tinha passagem pela polícia, ou um cartaz com seu rosto e uma recompensa, talvez até perguntasse se tinha ligações com outras máfias (o que ele tinha).
Mas ao invés de uma pergunta mais formal, Alessa só estava interessada na quantidade de mortos que entrara na lista do homem. Ele riu em escárnio e não pensou muito antes de responder:



-Não faço ideia, nunca parei pra distinguir quais eram goodies or baddies. Também nunca parei pra contar. Next?




"IT AIN'T THAT BIG BUT IT GETS ITS JOB DONE."
avatar
Trevor P.
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/12/2017
Idade : 39
Localização : Onde se puder matar e ganhar dinheiro (ao mesmo tempo, se possível)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Katherine Black em Dom Jan 21, 2018 1:52 pm

- Eu preferia não precisar enterrar ninguém. - Kit choramingou, mas não cabia a ela tentar ensinar seus mestres a serem menos sádicos e doentes mentais, então apenas torceu silenciosamente para que Trevor saísse vivo de lá. 


Se bem que, levando em consideração a clara tensão sexual existente na sala, Katherine não precisaria preocupar-se em limpar qualquer tipo de sujeira - não referente a sangue ou pedaços de um corpo, pelo menos. Ainda vermelha como um pimentão, ela fez uma mesura suave para ambos.


- C... certo... estarei sempre a sua disposição, Mestra Alessa.


Algo lhe dizia que, também, não precisaria mostrar quarto nenhum, mas a garota obedientemente saiu do recinto e passou a chave pela porta. Seus olhos foram para um par de guardas que passariam despercebidos por Trevor quando este chegara ao local, o que significava que ou chegaram naquele mesmo instante, ou estavam lá desde o principio e não foram notados.
Sendo ambos da Darkness, era possível que a resposta fosse a segunda opção.


- Mestra Alessa quer privacidade... ninguém deve entrar a menos que seja... hum... chamado por ela. - a garota subiu as mãos para trás da nuca, apoiando-as ali e continuando seu caminho em direção a cozinha. - Algum de vocês quer café? Eu vou preparar um pouco...



Estou chegando, mestra. <3


Spider Dance:

avatar
Katherine Black
Perdido
Perdido

Mensagens : 59
Data de inscrição : 03/01/2018
Idade : 20
Localização : Em todo lugar que precisarem de mim. :p

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Beyond Darkness em Seg Jan 22, 2018 9:27 pm

- Awwnnn, você é tão fofa, Kit-Kat!- foi o que ela comentou sobre o choramingo completamente justificado da maid, como se as palavras dela afim de tentar salvar uma vida não passassem do miado fofinho de uma gatinha. Aparentemente, a ignorância de Alessa não tinha limites.

Ao ver-se finalmente sozinha com Trevor e ouvir o gostoso barulho do trinco da porta, Alessa suspirou, jogando mais uma vez o longo cabelo para trás.
Ela ouviu a resposta dele atentamente - o mais atenta que pôde, afinal ela não era nada discreta na arte de flertar, e suas lentes de contato coloridas desciam e subiam pelo corpo de Trevor tão descaradamente que quase podia fazê-lo cócegas.

Aparentemente, o teste para entrar na Darkness era muito mais simples do que se poderia imaginar. Eles não estavam realmente preocupados se seus mercenários eram homens procurados pela polícia - a maioria era.
Se eles tinham relações com outras máfias - isso podia ser bom ou ruim... mas se fosse ruim, eles desejariam não ter entrado na Darkness a princípio.
Na superfície, aquelas três perguntas protocolo e prometidas por Alessa eram facilmente manipuláveis.
Mas todos ali dentro, os veteranos, sabiam bem que o verdadeiro teste não se resumia àquilo, e tampouco iria acabar tão cedo...

- Hmmm... isso é bom. A segunda pergunta seria sobre quantos baddies você já matou, mas acho que já temos uma resposta.- ela inclinou a cabeça.- Pois bem, a última pergunta...

"Se o seu falecido irmão Charles Dylan Turner estivesse vivo e você estivesse numa posição entre salvá-lo ou salvar um membro qualquer da Darkness, qual você escolheria?"
A pergunta já estava feita em sua mente, mas sua língua nao se moveu.
Ela ponderou, ponderou e ponderou por longos segundos, provocando um suspense extremamente desnecessário...
Apenas porque Alessa estava prestes a sair do script.
Quase ninfomaníaca como aquela garota o era, isso não era lá de se surpreender...
Sabia que não deveria fazer aquilo. Sabia das consequências que isso traria mais tarde. Mas ela, para variar, não se conteve.
Ela abriu um sorriso triunfante e ergueu o indicador para chamá-lo.

- Will you fuck me now?



Do lado de fora, os dois guardas observaram Katherine Black deixar a sala. Eles de fato estava ali desde o princípio, como acontecia com a totalidade dos corredores da mansão - que nunca ficavam realmente sozinhos ou não vigiados.
Um deles vestia roupas que lembrava um uniforme militar, com um cap de general sobre cabelos brancos e desfiados. Seu rosto era parcialmente escondido pela gola alta da roupa, e ele sequer piscou diante das palavras de Katherine.
No entanto, o rapaz que estava ao seu lado franziu o cenho. Ele vestia roupas meio surradas, uma jaqueta de couro acompanhada de um lenço vermelho em volta de seu pescoço, além de um chapéu meio cowboy displicentemente posto sobre seus cabelos ruivos que desciam por suas costas numa longa trança. Ele tinha um band-aid sobre a ponte do nariz, e um tapa-olho bem alocado no lado direito de sua face. Seu olho bom, de um verde bem bonito, acompanhou Katherine quando ela passou.

- Mas-mas-mas... isso não deveria ser só uma entrevista comum? Estávamos aqui esperando para recolher o corpo, aquele cara não parece que vai passar e...- ele finalmente notou a vermelhidão no rosto de Kit, e o entendimento da situação logo destravou em sua mente. Uma gotinha desceu por sua testa.- Er... eu acho que ela só vai chamar um nome durante as próximas horas. Hey, você disse café? Isso seria ótimo.
Que acha, buddy?


Ele momentaneamente voltou-se a seu colega de trabalho... que não deu o mínimo sinal de vida.
General muitas vezes agia como um robô. Certo, ele podia ser um, mas precisava mesmo ficar brincando de estátua daquela forma? A aura que exalava dele era sempre tão pesada que Bernardo suspirou, resmugando.

- Yersss, tá, eu desisto de você... seu tarado que gosta de ouvir por trás das portas...

Bernardo rapidamente descolou-se da parede e acompanhou Katherine pelo corredor.

- Pode ser aquele seu café com canela que é incrível, gatinha?



Última edição por Beyond Darkness em Seg Jan 22, 2018 10:57 pm, editado 1 vez(es)


O monstro que nega a Deus e o que se ajoelha a Deus são a mesma coisa. 
Voice:
avatar
Beyond Darkness
Cão dos Darkness
Cão dos Darkness

Mensagens : 56
Data de inscrição : 26/12/2017
Idade : 37
Localização : Los Angeles | Neo Tokyo

B.I.O.S.
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Trevor P. em Seg Jan 22, 2018 10:51 pm

-É uma pena sua cadelinha não participar do jogo, huh? - suspirou, como se realmente tivesse certeza que se Kit ficasse ele poderia... -Yep, não poderia ser perfeito...
- deu um sorriso para sua Miss Darkness, alisando os fios teimosos que nunca ficavam no lugar que deviam. Talvez porque não foram penteados há muito tempo? A massa lisa e oleosa que era seu cabelo já passava de seus ombros, tanto tempo faria que não eram cortados. A barba estava igualmente longa e mal cuidada, cheia de restos de pizza e salgadinhos. Aquele homem parecia mais um mendigo dos anos 2010 que um ex-mercenário.

Trevor:


Enquanto esperava pela última pergunta, Trevor analisava Alessados pés à cabeça, tentando entender o jogo da garota. Pedofilia não tinha entrado na lista do mercenário até então, mas se as coisas continuassem com aquele ritmo...
Well, he always wanted to fuck a rich girl in her own work desk anyway...

"- Will you fuck me now?" , ela perguntou.
O homem não conseguiu esconder seu espanto com tamanha cara de pau coragem.


Oh, ele adorava garotas diretas!




-If you insist, honey... - ele moveu-se mais perto, agarrando as partes internas das coxas da garota com força e a elevando para sentá-la em sua mesa, sua cintura invadindo o meio de suas pernas e fazendo as virilhas de ambos colarem uma na outra. Enquanto isso ele lhe mordiscava o pescoço, as pontas de sua barba roçando sua pele pálida.
O cheiro forte de bebida, comida velha e suor infestariam as narinas de Alessa ainda mais quando sentisse Trevor tão perto de si. Para qualquer um aquele fedor era nauseante.


Não era de se surpreender que fazia tempos que ele não fazia aquilo, com a forma brusca em que se apossou do corpo da jovem, como se estivesse se segurando ao máximo para não fazer aquilo assim que a vira. Era como um verdadeiro animal no cio, por assim dizer.




"IT AIN'T THAT BIG BUT IT GETS ITS JOB DONE."
avatar
Trevor P.
Recém-chegado
Recém-chegado

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/12/2017
Idade : 39
Localização : Onde se puder matar e ganhar dinheiro (ao mesmo tempo, se possível)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exterior da Mansão

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum